segunda-feira, agosto 30, 2010

Paixão

Não estou muito com ânimo de postar algo aqui. Minha Paixão não está muito bem, acho que logo vou ter que mandá-la para o Hospital. Fico tão triste em não poder fazer nada por ela. Em ter que deixar que outros o façam. Queria poder concertar ela. Tenho tanto ciumes. Apesar da maioria das vezes não falar nada. Vejo muitas vezes as pessoas mexendo na Paixão e não digo nada, tento apenas ficar olhando, ajudar se for possível. Sei que sempre vou precisar de outras pessoas para arrumar a Paixão. Mas eu não queria ter que deixar ela na mão de ninguém.

E sabe uma coisa horrível, a minha Paixão está se esforçando tanto. Acabei de pereceber isso, ela está funcionando com metade da força que ela realmente tem e mesmo assim não me deixa na mão. Como eu não percebi antes? Na realidade ela está estranha desde que chegou, mas de uns tempo para cá ela vem piorando. Achei que fosse o ponto, que talvez estivesse desregulada, mas a maior verdade é que se eu não fizer algo logo ela vai morrer. E isso me deixa muito triste. Quero minha Paixão 100%! Estou triste, muito triste, sinto um nó na minha garganta. E pensar que eu estava exigindo o máximo dela e brigando com ela e na realidade ela estava se esforçando muito além do que qualquer um! Depois falam que os sentimentos que depositamos não se refletem, claroq ue se refletem! Claro que são recíprocos, quer maior prova que essa?

Para quem não entendeu nada é porque você não sabe quem é a Paixão. Ela é uma Puma GTE 1977. Que está resistindo bravamente ao fato de estar na hora de ser mandada para a mecânica. Aqui vai uma foto da minha gostosa.

sábado, agosto 28, 2010

Romanza

cadeiras


Ontem ouvi uma música do Andrea Bocelli que o nome é Romanza (romance). Essa música conta sobre a morte, seja de um romance seja de uma pessoa. Ele não deixa bem claro até se ter o título da letra. Se apenas ouvissimos a música interpretariamos como a morte de alguém. A letra é muito bonita, e me fez pensar sobre um fim. "Ma la vita, ma la vita cos’è tutto o niente, forse neanche un perchè.". (Mas a vida, mas a vita é tudo ou nada, talvez sem nenhum porque). Como somos frágeis! Como gastamos tanto tempo com coisas tão inúteis ao invés de estarmos inventando, criando, reinventando. Para que chorar, para que sofrer? Rir de tudo, ser feliz, não seria muito melhor? Fazer o bem é tão difícil? Será que Platão estava certo em seu livro A República? Será que vivemos uma hipocresia social e nos fazemos de bons sendo maus, desejando o mal, pois é muito mais fácil ser cruel?

Ele fala que "lo chiamano amore una spina nel cuore che non fa dolore." (o que chamamos de amor é um espinho no coração que não causa dor). Não acho que seja um espinho, acho que é como uma semente. Que com o tempo cresce e se tornará uma linda flor, uma linda árvore, um bosque!

quinta-feira, agosto 26, 2010

segunda-feira, agosto 16, 2010

Controle

Esse é o controle universal da Clicker... isso me lembra que eu esqueci minha malzebier no freezer!!!!!!!!!

Ohhhh!!!! Nossaaaaaa!!! Ela não congelou!!! Ufa! Nem estourou... mas deve estar trincando de gelada... mas isso não é horário.... ai que pena!

Galo Metal!

sexta-feira, agosto 13, 2010

Velhos ditados adaptá-los a nova realidade

Adorei essa!!!

ahahahah... assim talvez eu consiga aprender a tricotar!

Créditos: Jaques - me mandou por e-mail

quinta-feira, agosto 12, 2010

Crise Masculina

CRISE  MASCULINA!
Quando completei 25 anos de casado, introspectivo,
olhei para minha esposa e disse:
- Querida, 25 anos atrás nós tínhamos um fusquinha, um apartamento caindo aos pedaços, dormíamos em um
sofá-cama e víamos televisão em uma TV preto e branco de 14 polegadas.
Mas, todas as noites, eu dormia com uma loira de 25 anos.
E continuei:
- Agora nós temos uma mansão, duas Mercedes, uma cama SUPER KING SIZE e uma TV de plasma de 50 polegadas, mas eu
estou dormindo com uma senhora de 50 anos.
Parece-me que você é a única que não está evoluindo.
Minha esposa, que é uma mulher muito sensata, disse-me então, sem sequer levantar os olhos do que estava
fazendo:
- Sem problemas...  Saia de casa e ache uma loira de 25 anos de idade que queira ficar com você.
Se isso acontecer, com o maior prazer eu farei com que você, novamente, consiga viver em um apartamento
caindo aos pedaços, durma em um sofá-cama e não dirija nada mais do que um fusquinha.
Sabe que fiquei curado da minha crise de meia-idade?
Essas mulheres mais maduras são realmente demais!

sexta-feira, agosto 06, 2010

'Desordem no tribunal'

Por mais absurdo que pareça, isso aconteceu...

 
     Estas são piadas retiradas do livro 'Desordem no tribunal'. São coisas que as pessoas disseram, e que foram transcritas textualmente pelos taquígrafos que tiveram que permanecer calmos enquanto estes diálogos realmente aconteciam à sua frente.



Advogado : Qual é a data do seu aniversário?
Testemunha: 15 de julho.
Advogado : Que ano?
Testemunha: Todo ano.
____________________________________________
Advogado : Essa doença, a miastenia gravis, afeta sua memória?
Testemunha: Sim.
Advogado : E de que modo ela afeta sua memória?
Testemunha: Eu esqueço das coisas.
Advogado : Você esquece... Pode nos dar um exemplo de algo que você tenha esquecido?
____________________________________________
Advogado : Que idade tem seu filho?
Testemunha: 38 ou 35, não me lembro.
Advogado : Há quanto tempo ele mora com você?
Testemunha: Há 45 anos.
____________________________________________
Advogado : Qual foi a primeira coisa que seu marido disse quando acordou aquela manhã?
Testemunha: Ele disse, 'Onde estou, Bete?'
Advogado : E por que você se aborreceu?
Testemunha: Meu nome é Célia.
____________________________________________
Advogado : Seu filho mais novo, o de 20 anos...
Testemunha: Sim.
Advogado : Que idade ele tem?
______________________________________________
Advogado : Sobre esta foto sua... o senhor estava presente quando ela foi tirada?
_______________________________________________
Advogado : Então, a data de concepção do seu bebê foi 08 de agosto?
Testemunha: Sim, foi.
Advogado : E o que você estava fazendo nesse dia?
_______________________________________________
Advogado : Ela tinha 3 filhos, certo?
Testemunha: Certo.
Advogado : Quantos meninos?
Testemunha: Nenhum
Advogado : E quantas eram meninas?
_______________________________________________
Advogado : Sr. Marcos, por que acabou seu primeiro casamento?
Testemunha: Por morte do cônjuge.
Advogado : E por morte de que cônjuge ele acabou?
_______________________________________________
Advogado : Poderia descrever o suspeito?
Testemunha: Ele tinha estatura mediana e usava barba.
Advogado : E era um homem ou uma mulher?
______________________________________________
Advogado : Doutor, quantas autópsias o senhor já realizou em pessoas mortas?
Testemunha: Todas as autópsias que fiz foram em pessoas mortas....

_______________________________________________
Advogado : Aqui na corte, para cada pergunta que eu lhe fizer, sua resposta deve ser oral, Ok? Que escola você freqüenta?
Testemunha: Oral.
 
_______________________________________________
Advogado : Doutor, o senhor se lembra da hora em que começou a examinar o corpo da vitima?
Testemunha: Sim, a autópsia começou às 20:30 h.
Advogado : E o sr. Décio já estava morto a essa hora?
Testemunha: Não.... Ele estava sentado na maca, se perguntando porque eu estava fazendo aquela autópsia nele.
_____________________________________________
Advogado : O senhor está qualificado para nos fornecer uma amostra de urina?
_______________________________________________
Advogado : Doutor, antes de fazer a autópsia, o senhor checou o pulso da vítima?
Testemunha: Não.
Advogado : O senhor checou a pressão arterial?
Testemunha: Não.
Advogado : O senhor checou a respiração?
Testemunha: Não.
Advogado : Então, é possível que a vítima estivesse viva quando a autópsia começou?
Testemunha: Não.
Advogado : Como o senhor pode ter essa certeza?
Testemunha: Porque o cérebro do paciente estava num jarro sobre a mesa.
Advogado : Mas ele poderia estar vivo mesmo assim?
Testemunha: Sim, é possível que ele estivesse vivo e cursando Direito em algum lugar!!!

 
 

quinta-feira, agosto 05, 2010

Aconteceu de verdade...

Aconteceu na rádio TUPI FM: 104,1 em São Paulo :

Locutor:- Quem fala?
Ouvinte:- É o Vicente.

Locutor:- De onde, Vicente?
Ouvinte:- Da Lapa!

Locutor:- Olha aí, Vicente da Lapa! Valendo o kit
com camiseta e CD  do Edson e Hudson. Presta atenção! Qual é o país que tem duas sílabas  e se pode comer uma delas?
Prestou bem atenção? Há um país com 2  sílabas e 1 delas é muito boa para se comer. Dez segundos para  responder.

Ouvinte: CUBA!!!

Locutor:(mudo por alguns segundos e algumas risadas no fundo)

- Tá certo, senhor Vicente! Vai levar o prêmio pela criatividade. Mas aqui na minha ficha a resposta certa era JAPÃO.