sexta-feira, janeiro 16, 2015

Alerta: onças (pumas) estão invadindo parques nacionais

Por Dener Giovanini

Uma notícia do Jornal do SBT de ontem deixou-me alarmado: uma onça parda [puma] invadiu o Parque Nacional de Foz do Iguaçu, no Paraná. Um perigo isso! O tom enfático e amedrontador usado pelo apresentador do telejornal, ao dar a surpreendente notícia, me fez temer pela vida daqueles que dão o azar de encontrar um animal selvagem dentro de um parque nacional. Onde estão as autoridades que permitem uma situação absurda como essa?

Não quero ser totalmente injusto.

Realmente na matéria podemos assistir o trabalho de técnicos do parque nacional, tentando acertar o bichano com dardos tranquilizantes. Também não posso negar que eles imediatamente organizaram um grupo para tentar capturar – ou no mínimo – espantar a besta fera assassina que vagava perdida naquele local impróprio. Parabéns para toda a equipe que participou dessa missão corajosa e necessária.

Diante de uma situação tão constrangedora e perigosa como essa, o mínimo que se espera é que o governo tome as medidas cabíveis para que fatos como esse nunca mais voltem a acontecer. Apenas devolver o ingresso aos turistas não é o suficiente. Quem pode garantir que outras onças não aparecerão? E as serpentes? Será que esses bichos abomináveis também não podem acabar aparecendo por lá? Deus nos livre e guarde.

Ainda bem que temos uma imprensa bem informada, combativa e que nos alerta sobre riscos desse tipo. O papel educativo, esclarecedor e conscientizador de grande parte da mídia brasileira é excelente, particularmente quando o assunto se refere a temas ambientais. Jornalistas dizendo “as aves e os animais” ou “habitat natural” nos ensinam mais do que qualquer aula de biologia. Outro dia vi, inclusive, um comentarista ambiental explicando o problema com a “camada estufa”. Não entendi direito, mas acho que tem algo a ver com o “efeito Ozônio”.

Claro que eu não posso perder a oportunidade de aqui exaltar, mais uma vez, a brilhante contribuição das emissoras pagas, como a NatGeo e o Discovery Channel, que nos ensinam como devemos tratar os animais. Eu, por exemplo, descobri recentemente que existe uma roupa ótima para você vestir quando resolver se deixar ser engolido por uma anaconda. Também aprendi que existe uma técnica apropriada para quando você decidir comer um sapo vivo: você tem que segurar bem as perninhas do bicho e dar uma mordida certeira para arrancar a cabeça de vez. Assim o bicho não sofre, entendeu?

CLIQUE AQUI para assistir a excelente matéria do SBT.

E vamos ficar sempre atentos para não corrermos mais o risco de entrarmos em áreas ambientais protegidas e nos deparamos com ameaças desse tipo. Afinal, se você quiser ver uma onça, vá no zoológico!

Fonte: Blog do Dener Giovanini no Estadão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário