quinta-feira, maio 23, 2013

Fear...




Tenho medo de não conseguir esquecer os fantasmas que me fazem tremer nas noites frias. Sinto como se tivesse sendo engolida por uma profunda incerteza. 

Já não confio nos meus passos. Os planos já não estão mais traçados. Como uma tempestade que atinge uma fragata em alto mar. O rumo parece escapar por entre meus dedos como vento.

A esperança escurece e a dúvida enlouquece minha bússola. A direção não é mais tão certa. As estradas parecem não chegarem ao destino. O mundo se torna sem cor, sem vida.

Os pensamentos alegres se esvaem. A crueldade sangra a alma. Sozinha. Os sonhos se tornam escuridão.

Estou com medo, tanto medo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário