terça-feira, março 06, 2012

50 coisas para NERD fazer antes de morrer...

Desculpa, mas isso me lembra alguém (ou algumas pessoas que conheço)...

Você prefere construir um robô de lego a escalar o Monte Everest? Zerar o Angry Birds em vez de pular de paraquedas?

Todo mundo tem uma lista de tarefas a completar. Não aqueles afazeres de todos os dias, mas aquelas aventuras que sonhamos em fazer um dia, antes de partir. Bem, em geral, esse inventário é composto por viagens, refeições, epifanias, mas e quanto aos nerds? Será que eles não têm alguns objetivos mais, digamos, inusitados?

Que tal em vez de escalar o Monte Everest, bater o recorde mundial no Donkey Kong? Ou dispensar o Machu Picchu, pois o que importa mesmo é construir seus próprio PC? Aqui na PC World – americana – resolvemos montar uma lista nerd, a partir de perguntas feitas aos funcionários.

Dividimos em cinco categorias: computadores, mobilidade, games, hacker e turismo tecnológico. Eis o resultado:

Computadores (David Law, repórter da PC World)

  • Aprender a programar.
  • Testar um sistema operacional open source.
  • Configurar meu sistema em dual-boot.
  • Ensinar uma criança a usar o computador.
  • Ensinar um parente a consertar um computador.
  • Construir um computador a partir de peças de reposição.
  • Começar meu blog Tumblr.
  • Usar três monitores para a mesma máquina.
  • Transformar o PC em um media center.
  • Configurar outro media center para colocá-lo em meu carro.

Mobilidade (Armando Rodriguez, repórter de mobilidade da PC World)

  • Ter o controle total sobre o sistema do celular (root).
  • Testar todas as plataformas móveis.
  • Desenvolver meu próprio aplicativo.
  • Ter uma bateria para smartphone que dure o dia inteiro.
  • Controlar tudo na minha casa com o celular.
  • Completar uma ligação no iPhone sem que ela caia.
  • Zerar o Angry Birds, com três estrelas em todas as fases.
  • Encontrar um bom jogo para meu smartphone que não seja um clone de Angry Birds, Fruit Ninja ou Cut The Rope.
  • Desenvolver um game para iPhone que se torne o mais vendido da App Store.
  • Tornar-me um mestre na arte de digitar em teclado virtual (sem usar o corretor automático).

Games (Nate Ralph, repórter de desktop da PC World)

  • Passar pelo dia nove no Starcraft II
  • Participar de um ataque conjunto no World of Warcraft.
  • Ganhar um jogo na Paciência.
  • Desenvolver uma máquina de realidade virtual para jogos de tiro em primeira pessoa – e jogar todos os games do gênero nela.
  • Zerar algum Metal Slug em menos de três meses.
  • Ganhar no Campo Minado em menos de um minuto.
  • Participar ou organizar uma festa em uma Lan House.
  • Zerar o Doom II.
  • Criar o meu mapa para Starcraft ou algum outro game de tiro em primeira pessoa.
  • Participar de uma campanha no Dungeons & Dragons.

Hacker (Nick Mediati, especialista da PC World em segurança, navegadores e sistemas operacionais)

  • Fazer parte de uma comunidade hacker.
  • Aprender a soldar.
  • Programar em BASIC.
  • Aprender a usar o Arduino.
  • Imprimir alguma coisa em 3D.
  • Construir um robô (não precisa ser sofisticado como este)
  • Construir um robô com peças de lego.
  • Instalar o Android em qualquer dispositivo imaginável.
  • Criar um hack para o Kinect.
  • Criar um computador que possa ser usado como roupa ou um relógio de pulso que vire um computador.

Turismo Tecnológico (Alex Wawro, editor assistente da central de testes da PC World) 

  • Viajar ao espaço.
  • Visitar o Museu de História da Computação no Vale do Silício.
  • Fazer uma cena para o carro do Google Street View.
  • Entrar na Área 51 (Bônus: sair da Área 51).
  • Voar em um jetpack.
  • Experimentar a gravidade zero em um Boeing 727. 
  • Fazer uma peregrinação para Atenas e ver a Máquina de Anticítera.
  • Completar uma caça ao tesouro – fictícia – com o uso do GPS (geocaching)
  • Visitar o Grande Colisor de Hádrons (LHC), localizado próximo à Genebra, na Suíça.
  • Fazer um cruzeiro geek para matar kobolds – inimigos no jogo Dungeons & Dragons – ou para conversar com fãs da Apple sobre o vinho Merlot enquanto cruza a costa do Oceano Pacífico.
Qualquer semelhança, não é mera conhecidência...

Nenhum comentário:

Postar um comentário