terça-feira, fevereiro 15, 2011

Shar Pei - Avise a empregada que este não se passa!!!!


O shar pei é uma raça chinesa muito antiga, seus ancestrais habitavam as províncias do sul da China desde o ano 200 A.C. Provavelmente é originário da cidade de Dah Let, na província de Kwun Tung, onde era utilizado como cão de combate, guardião de templos e caçador de grandes animais. Sua aparência chama atenção, principalmente pela pele enrugada e grossa da qual vem o seu nome que significa "pele de tubarão" ou "pele de areia" devido à sua textura. Esta pele solta era bastante útil quando estes cães ainda eram utilizados em rinhas, pois dificultava para o outro cão conseguir morder o shar pei. Outra característica exótica da aparência do shar pei é a sua língua azul, semelhante a do chow chow, acredita-se que este cão deve ser aparentado com o chow chow, e alguns estudiosos da raça sustentam que o chow chow seja um dos ancestrais do Shar pei, juntamente com outros cães locais.



Durante a revolução cultural da China comunista de Mao Tsé Tung, cães foram proibidos no país e muitos cachorros foram mortos, alguns serviram como alimento, outros foram apenas exterminados. Como resultado desta política o Shar pei se tornou extremamente raro, sendo considerado o cão mais raro do mundo pelo Guiness Book de 1974. Sua aparência enrugada, somada a sua grande raridade fizeram com que alguns shar peis chegassem a ser exibidos em circos juntamente com outros animais. Felizmente, atualmente, suas populações estão reestabelecidas e o shar pei é criado em vários países do mundo como cão de companhia e de guarda.



O shar pei é um grande cão de companhia, calmo e equilibrado, carinhoso com os donos, devotado à sua família e gosta de crianças. Este também é um bom cão de guarda, corajoso, fiel e que late muito pouco. Shar peis são cães de temperamento dominante, que não costumam se dar bem com outros cães, especialmente se forem do mesmo sexo. A raça é considerada inteligente, mas, por seu temperamento independente, não está entre aquelas predispostas a obedecer (51ª colocação no ranking de inteligência canina de Staley Coren) e exigirá paciência e dedicação do seu dono. Outra curiosidade sobre o shar pei é que a fêmea da raça costuma entrar no cio em intervalos de tempo irregulares.



Esta raça é muito tranquila, e vive bem em apartamentos desde que possa passear diariamente. Cães desta raça não necessitam de muito exercício, bastando uma caminhada curta todos os dias. Shar peis são considerados cães muito limpos, mas que precisam de alguns cuidados especiais em relação a sua higiene. Sua pele enrrugada deve ser vigiada ou sujeira e umidade podem se acumular entre as dobras e causar irritações, micoses e mau cheiro. Já seu pêlo curto precisa apenas de escovação semanal. Cães desta raça podem estar sujeitos a incidência de entrópio, um problema de origem genética que pode ser evitado com a escolha consciente do filhote e dos pais da ninhada.



Um comentário: