terça-feira, fevereiro 22, 2011

Angatu



Angatu - do guarani - alma boa, bem estar, felicidade.

O que há além do horizonte?
O que há além do mar?
Porque não posso andar eternamente?
Porque não posso viajar pelo meu pensamento?
Porque estou presa em um tormento sem fim?
Porque me torno sombra de mim?

Se eu mudar serei aceita?
E se eu mudar serei eu?

Onde está a felicidade que busco?
Porque tudo depende de um dinheiro sem valor?
Porque as pessoas preferem ter do que ser?
Poque valoram as coisas se o sorriso não tem valor?
Para que deixarmos de lado a nossa inocência de crianças?
Para que nos tornamos adultos de uma sociedade hipócrita?

Porque temos vergonha de ir atrás de nossos sonhos?
Quem nos impôs que nossos sonhos são impossíveis?
Quem nos disse que não devemos lutar pelo que acreditamos?
Porque não gritar?
Porque não chorar?
Porque não questionar?

Perdi minha alma no vão do destino, inconsiente em mim, visíveis aos olhos do pescador. Na passagem do tempo sobre o oceano de lágrimas caminha a sensação de liberdade. Incansável destino desalento as tentações carnais. Insalúbre gosto do amor, perpenetrado pelas incertezas obscurar de uma alma sem esperança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário