quarta-feira, janeiro 13, 2010

Sanidade

E o tempo passa em um instante.
Ah! Suave brisa, chuva fina, calor intenso
Ah! Coração que bate descompassado
Destino loucamente incerto
Quem diria que o dia terminaria
Quem jurará que o sol nascerá para todos
Loucuras em sã consciência
Sanidades feitas desvairadamente
O mundo gira, enquanto ficamos parados
Está na hora de caminharmos
No ritmo do Rock n' Roll eu vivo
Sem música eu desfaleço
Energia que exala dos carburadores
A explosão movendo os pistões
O que estamos fazendo que ainda não partimos?
Sinto a estrada em minha mão
O ar transpassa a janela
É mais do que uma liberdade
É a sina da vida que me chama
Até aonde a estrada pode me levar?
Até quando as circunstâncias vão me segurar?
Tente me impedir, ou venha comigo
Não fique na indecisão
Quem ainda não decidiu, já errou
Vagarosamente eu chegarei
Entrarei, ligarei e acelerarei
Quero o som, quero a fumaça, quero o chão
Agora farei a história
A minha história
VIVA! Porque eu estou VIVA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário