sábado, janeiro 23, 2010

A Confissão

O marido estava em seu leito de morte e chamou a mulher. Com voz rouca e já fraca, disse-lhe:
- Meu bem… chegue mais perto… Eu quero…lhe fazer uma confissão!
- Não, não!!. respondeu a mulher.
- Sossegue e fique quietinho aí. Você não pode fazer esforço.
- Mas mulher… insistiu o marido.
- Eu preciso morrer…em paz! Eu quero te confessar algo!
- Está bem, está bem! Pode falar!
- É o seguinte… Eu saí… com a sua irmã… com a sua mãe e…com a sua melhor amiga!
- Eu sei, eu sei… disse e mulher – Fique quietinho e deixe o veneno fazer efeito…


JAMAIS SUBESTIME UM SER QUE SANGRA DURANTE 5 DIAS TODO MÊS E NÃO MORRE…
E LEMBRE-SE: ‘MULHER NÃO TRAI, MULHER SE VINGA’!

Nenhum comentário:

Postar um comentário