sábado, novembro 07, 2009

Me adora



Não sei quantas decepções viveu, eu vive suficientes para saber até onde devo me apegar, e dessa vez eu passei dos limites. Não posso, não quero mais sofrer.

Um abraço longo. E quase um adeus.

Ainda não sei ouvir, minhas conclusões precipitadas são vazias. Me desculpe.

Falarei de você com alegria.

Tentarei não enlouquecer, guardando lágrimas atrás de sorrisos.

Eu te adoro...
Eu te acho foda...
Mas vou deixar-te ir...

Não desonre o meu nome, o seu será guardado em meu coração...

Percebo que não tenho como saber, São só palpites na minha mão, sei que é mais do que os meus olhos podem ver.

Prejetei muita coisa, e mesmo sabendo que pode ser essa pessoa dos meus sonhos, me sinto insegura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário