sábado, outubro 17, 2009

tres horas

São tres horas da manhã e eu penso em algo que nunca existiu. Penso que para algo ser eterno precisa durar apenas um instante, que para eu amar precisa apenas um segundo, que para me seduzir precisa apenas um gesto.

Tomando um chá, desejando o sangue de alguém. Vivendo nas sombras desejando a luz do sol. Quero mais, muito mais.

My name is noboby. Tenho certeza disso.

Porque o desejo assola a minha porta inoportunamente, quando penso estar tudo como deveria estar.

Vivo o dia de hoje, pensando nas consequencias do amanhã. Mas se o amanhã não vier. Quem serei se não mais uma vítima de um mundo cruel e insano?

Tentei te conduzir para os mais loucos caminhos, até a dança da chuva ensaiei pra você. Mas de nada fez valer quando me deparei com uma relidade cruel.

Quero ajudar, mas de nada adianta a ajuda de quem não a quer receber.

Meus sonhos são deixados de lado por um amanhã que pode nunca existir. Meus desejos me conduzem a pecados que podem nunca me assombrar.

Quente e frio, doce e amargo, assim escorre meu sangue pelo meu coração.

O que aconteceria se amanhã, eu simplesmente não estivesse mais aqui?
Se simplismente, não fosse mais eu?
E simplismente eu o quisesse mais não pudesse mais?
Se simplismente eu deixasse minha vida para tras?

Nenhum comentário:

Postar um comentário