terça-feira, abril 07, 2009

CONCLUSÃO

Um regime político democrático implica necessariamente na existência de um processo também democrático. E o processo, para ser democrático, demanda contraditório e, sobretudo, igualdade substancial.

Não há como descartar em um trabalho, um ou outro Princípio Constitucional, pois eles são inter-dependentes entre si. De maneira que quando um é abordado se depara no outro. E isso ficou bastante nítido no desenvolvimento deste trabalho.

Ficou perceptível que a real e absoluta justiça não existe, mas que a co-participação da sociedade, em conjunto com os operadores do direito nos processos legais pode levar a uma justiça social, mais condizente com a realidade vigente no país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário