quinta-feira, dezembro 24, 2009

Paranaense

VOCÊ SABE QUE ALGUÉM É PARANAENSE, QUANDO:

Na fala:

a) chama o semáforo de 'sinaleiro';
b) diz 'bolacha' em vez de biscoito;
c) diz "data" em vez de terreno ou lote;
d) diz 'quebra mola" em vez de lombada;
e) diz 'bexiga' em vez de balão;
f) diz 'sorvete', tanto para picolé como para sorvete de massa;
g) acha que não tem sotaque nenhum;
h) ri do sotaque de todo mundo (gaúcho, carioca, mineiro, nordestino,etc...);
i) vê uma pessoa mal vestida e chama de 'baiano';
j) Acha que Curitiba é a melhor e maior cidade do mundo.
l) diz "Meio Fio" em vez de guia ou sarjeta.
m) Está por dentro da política e sempre tem uma reclamação ou sugestão do novo prefeito/governador sendo que nem mesmo ano de eleição é.

No clima:

a) fala sobre o tempo para puxar assunto;
b) enfrenta sol, chuva, frio, calor, tudo no mesmo dia e acha legal...
c) sai todo agasalhado de manhã, tira quase tudo a tarde e põe tudo de volta à noite;
d) tem mania de levar o carro para polir no sábado ou no domingo. O carro fica brilhando, só que toda vez que vai sair com ele para passear... CHOVE..

Na praia:

a) fala que vai para praia sem especificar qual;
b) fica a temporada em Guaratuba, mesmo que chova mais do que faça sol;
c) fala mal de Guaratuba, mas toda virada de ano fica sem dinheiro e acaba indo para lá.
d) e o seu sonho de consumo é ir Camburiu-SC.

Nas esquisitices:

a) faz fila para tudo (elevador, banheiro, ônibus, banco, mercado, casquinha do MC'DONALDS, etc.);
b) repara nas pessoas como se fossem de outro planeta;
c) cumprimenta os vizinhos apenas com 'oi' e 'tchau';
d) espera a semana inteira pelo final de semana e quando ele chega, acaba não fazendo 'nada';
e) convida: 'Passa lá em casa', mas nunca dá o endereço;
f) chama ele mesmo de 'caipirão'ou "picão do sitio" ou "pé vermelho";
g) se não tem ou já teve ou já andou de "Fiat 147" ou Caminhonete Willis a gás de Cozinha.

Principal:

a) ri de si mesmo ao perceber que tudo acima é verdade e encaminha para todos os amigos;
b) e como todo paranaense, estou fazendo minha parte...

sexta-feira, dezembro 18, 2009

Dark Angel

A noite é longa e quando me tocas sinto arder em meu peito coisas que eu nem sabia que existiam. Queimo por dentro como a chama de mil sóis. Quero me esquentar em seus braços enquanto sua vida é sugada pela minha constante vontade de você. ao te esqueço nenhum segundo, vou ao céus com um beijo. O inferno não é mais quente do que eu posso ser. Seus desejos tão picantes quanto os meus são como o doce mel que escorre por minha boca ao encontrar a sua.

Arranhando intenções malvadas e deslisando os corpos em um inconstante designio do destino. Não mais tenho uma sina, pois nada mais é impossível para quem aprendeu a voar em seus braços. O laço que nos ata não existe, pois não te prendo a mim assim como não me prendes a você, é o querer que nos torna um só, é o querer que nos faz permanecermos juntos.

Meus segredos foram revelados e arrancados de minha alma no momento em que me rendeu de frente a uma parede. Que de sólida tornou-se macia. Nada mais é o que parece ser. Quando os sonhos possíveis se tornam. Mordi a maça da verdade e mesmo assim vejo que tudo isso é real. Está aqui. É só você me querer, é só você me ter por completo.

quinta-feira, dezembro 17, 2009

Banho de Mulher X Banho de Homem

O BANHO DAS MULHERES:

01. Tira a roupa e coloca no cesto de roupa suja, separando as roupas por tonalidade de cores.
02. Vai para o banheiro de roupão.
03. Cruza com o marido no caminho, cobre o corpo e sai correndo para o banheiro.
04. Para diante do espelho e analisa o corpo.
05. Força a barriga para fora para poder se queixar que está mais gorda do que realmente está
06. De costas, empina a bunda para verificar a celulite.
07. Antes de entrar no box, organiza a toalha para o rosto, a toalha para os braços e pernas, a das costas, a de entre os dedos os pés, etc.
08. Lava o cabelo com xampu de abacate/mel com 83 vitaminas.
09. Enxágua longamente.
10. Repete o processo de lavar o cabelo com o xampu de 83 vitaminas.
11. Enxágua longamente de novo.
12. Enche o cabelo com condicionador de aveia e própolis com 71 vitaminas e deixa por 15 1/2 minutos.
13. Lava o rosto com sabonete de calêndula officinallis por 10 minutos até que o rosto fique vermelho.
14. Lava o resto do corpo com sabonete de alfazema selvagem e leite de cabra vesga para o corpo.
15. Tira o condicionador do cabelo.
16. Este processo leva 10 minutos. Ela deve estar segura que todo o condicionador foi retirado.
17. Depilação de axilas, pernas e área do biquíni.
18. Desliga a ducha. Escorre toda a água de dentro da ducha..
19. Sai da ducha e se seca com uma toalha do tamanho da África Meridional.
20. Enrola uma toalha super absorvente na cabeça.
21. Revisa mais uma vez o corpo em busca de detalhes.
22. Retorna ao quarto com o roupão e um preparado cremoso de rosa-mosqueta com erva-doce e tomilho espalhado no rosto.
23. Encontra o marido, se cobre mais ainda e corre para o quarto.
24. Uma hora e quarenta minutos depois, está vestida e pronta.

O BANHO DOS HOMENS:

01. Sentado na cama, vai tirando toda a roupa, arrotando, peidando e jogando tudo no piso em frente.
02. Cheira as meias e a cueca, para após lançá-las sobre o montinho formado.
03. Vai pelado até o banheiro.
04. Encontra a esposa no caminho, balança o pinto imitando um ventilador.
05. Para defronte ao espelho para ver o físico.
06. Encolhe a barriga.
07. Faz pose de halterofilista.
08. Checa o tamanho do pinto.
09. Por fim, coça o saco.
10. Entra na ducha
11. Nem olha para as toalhas. Se não tiver uma de banho, vai se secar com a de rosto mesmo.
12. Lava o rosto com sabão Minerva.
13. Mata-se de rir com o eco que faz dentro do box quando peida, e se impressiona como fede mais.
14. Por 10 segundos, pensa em estudar o porque do peido feder mais no banho.
15. No banho, deixa pentelho no sabão.
16. Lava o cabelo com o mesmo sabão minerva.
17. Não usa condicionador que isso é coisa de veado.
18. Faz um penteado punk.
19. Sai da ducha para ver no espelho como ficou seu penteado punk.
20. Morre de rir..
21. Mija dentro do box.
22. Faz toda a vizinhança ouvir quando assoa o nariz dentro do box.
23. Tira o xampu e sai imediatamente da ducha, cantando um roquinho desafinado.
24. Não se dá conta de que todo o banheiro está molhado, pois tomou banho com o box aberto.
25. Quase seco, para outra vez diante do espelho.
26. Contrai os músculos e revisa o tamanho do pinto.
27. Coça o saco.
28. Sai do banheiro e deixa a luz acesa.
29. Deixa pegadas molhadas com espuma de sabão..
30. Volta para o quarto.
31. Encontra a esposa no caminho, volta a balançar o pinto, imitando ventilador.
32. Dá um tapa na bunda da esposa.
33. Chuta as roupas que estão no piso do quarto para um canto.
34. Quatro minutos depois está vestido, pronto e perguntando se a esposa ainda vai demorar muito...

quarta-feira, dezembro 16, 2009

Curso

O Brasil sediará a Copa de 2014.

Como muitos turistas de todo mundo estarão por aqui, é imprescindível o aprendizado de outros idiomas (em particular o inglês) para a melhor comunicação com eles. Pensando em auxiliar no aprendizado, foi formulada uma solução prática e rápida!! Chegou o sensacional e insuperável curso 'The Book is on the Table', com muitas palavras que você usará durante a Copa do Mundo de 2014.

Veja como é fácil!

a.) Is we in the tape! = É nóis na fita.
b.) Tea with me that I book your face = Chá comigo que eu livro sua cara.(essa é SEN-SA-CI-O-NAL !!!!! )
c.) I am more I = Eu sou mais eu.
d.) Do you want a good-good? = Você quer um bom-bom?
e.) Not even come that it doesn't have! = Nem vem que não tem!
f.) She is full of nine o'clock = Ela é cheia de nove horas.
g.) I am completely bald of knowing it. = To careca de saber.
h.) Ooh! I burned my movie! = Oh! Queimei meu filme!
i.) I will wash the mare. = Vou lavar a égua..
j.) Go catch little coconuts! = Vai catar coquinho!
k..) If you run, the beast catches, if you stay the beast eats! = Se correr, o bicho pega, se ficar o bicho come!
l.) Before afternoon than never. = Antes tarde do que nunca.
m.) Take out the little horse from the rain = Tire o cavalinho da chuva.
n.) The cow went to the swamp. = A vaca foi pro brejo!
o.) To give one of John the Armless = Dar uma de João-sem-Braço.

Gostou?

Quer ser poliglota?

Na compra do 'The Book is on the table' você ganha inteiramente grátis o incrível

'The Book is on the table - World version'!!!

Outras línguas:

CHINÊS

a.) Cabelo sujo: chin-champu
b.)Descalço: chin chinela
c.) Top less: chin-chu-tian
d.) Náufrago: chin-chu-lancha
f.) Pobre: chen luz, chen agua e chen gaz

JAPONÊS

a.) Adivinhador: komosabe
b.) Bicicleta: kasimoto
c.) Fim: saka-bo
d.) Fraco: yono komo
e.) Me roubaram a moto: yonovejo m'yamaha
f.) Meia volta: kasigiro
g.) Se foi: non-ta
h.) Ainda tenho sede: kiro maisagwa

OUTRAS EM INGLÊS:

a.) Banheira giratória: Tina Turner
b.) Indivíduo de bom autocontrole: Auto stop
c.) Copie bem: copyright
d.) Talco para caminhar: walkie talkie

RUSSO

a.) Conjunto de árvores: boshke
b) Inseto: moshka
c.) Cão comendo donut's: Troski maska roska
d.) Piloto: simecaio patatof
e.) Prostituta: Lewinsky
f.) Sogra: storvo

ALEMÃO

a.) Abrir a porta: destranken
b.) Bombardeio: bombascaen
c.) Chuva: gotascaen
d.) Vaso: frask

domingo, dezembro 13, 2009

O mundo

Photobucket

O mundo pode ser um local cruel. Pode ser um local desumano. Mas se eu desistir, se eu me entregar não verei a flor que floresce em um lindo dia de primavera. não terei um forte abraço. não terei um suave beijo. Não verei o Sol Nascer, nem a lua cheia na noite dos enamorados.

Como é cruel, mas eu posso ser seu anjo, e lhe mostrar o caminho da felicidade.

Quer ser feliz ao meu lado?
Posso te fazer feliz?
Confia em mim?
Sonha comigo?

sábado, dezembro 12, 2009

Led Zeppelin

Originalmente a banda foi formada pelo guitarrista Jimmy Page e pelo baixista Chris Dreja em Julho de 1968 com o nome de "The New Yardbirds" de modo a conseguirem cumprir um contrato feito para a realização de concertos na Escandinávia, assinado antes do último concerto dos Yardbirds. Terry Reid recusou a oferta de Page para ser o vocalista, mas sugeriu Robert Plant, conhecido pelo seu trabalho no grupo "The Band of Joy". Junto com ele veio o baterista John Bonham. Quando Dreja saiu para se tornar fotógrafo, John Paul Jones, estimulado pela esposa, procurou Jimmy Page, a quem conhecia por terem atuado juntos como músicos de estúdio, e se ofereceu para tocar baixo na nova banda. Oferta aceita, estava formado o quarteto que viria a se transformar em uma das mais bem sucedidas bandas de rock dos anos 70.
Após alguns concertos como "The New Yardbirds", a banda mudou o nome para Led Zeppelin. Esse nome surgiu depois que Keith Moon e John Entwistle comentaram que um "supergrupo" contendo eles dois, Jimmy Page e Jeff Beck (que era a idéia original de Page) cairia como um "balão de chumbo" (do inglês "lead zeppelin"). A palavra "lead" é propositadamente mal escrita para que a pronúncia correta seja usada (também poderia ser lida como "lid", que lhe daria outro significado).

quinta-feira, dezembro 10, 2009

Black Sabbath

Um pouquinho do Black Sabbath... voltando aquela vida que eu tinha enterrado... a meu bem.. acho que não te contei... mas os mortos renascem das cinzas se você duvidar deles. Meu espirito renasceu. E assim como a Fênix... EM CHAMAS!!!!!



Estava o dia todo com a letra dessa música em minha mente...

quarta-feira, dezembro 09, 2009

I Touch Myself

I Touch Myself
Divinyls

I love myself, I want you to love me
When I'm feeling down, I want you above me
I search myself, I want you to find me
I forget myself, I want you to remind me

I don't want anybody else
When I think about you I touch myself
Ooh, I don't want anybody else
Oh no, oh no, oh no

You're the one who makes me come running
You're the sun who makes me shine
When you're around I'm always laughing
I wanna make you mine

I close my eyes and see you before me
Think I would die if you were to ignore me
A fool could see just how much I adore you
I get down on my knees, I do anything for you

I don't want anybody else
When I think about you I touch myself
Ooh I don't want anybody else
Oh no, oh no, oh no

I love myself, I want you to love me
When I'm feeling down, I want you above me
I search myself, I want you to find me
I forget myself, I want you to remind me

I don't want anybody else
When I think about you I touch myself
Ooh, I don't want anybody else
Oh no, oh no, oh no

I want you, I don't want anybody else
And when I think about you I touch myself
Ooh, ooh, oo, ahh

I don't want anybody else
When I think about you I touch myself
Ooh, I don't want anybody else
Oh no, oh no, oh no

.................................................................................................

Algumas coisas são ditas no silencio não é preciso que se fale, que se gripe ou que sussurre. Apenas um toque, um beijo, um abraço, um gesto e todos os livros se tornarão desnescessários. Romeu e Julieta de Drama passará a comédia.

Os anjos habitarão a terra e nós tomaremos conta dos céus.

Sou uma menina boazinha, sei lhe tratar bem, te trato com carinho. Os olhares nos cercam, querem ver através do meu coração, querem sugar a minha alma. Mas nada disso adiantará. Pois guardei tudo em um local que ninguém chegará, mas lhe entregarei a chave se segurar firme a minha mão.

Os demonios tomarão conta da nossa casa, pois iremos arder em chamas e o inferno se tornará frio.

..............................................................................................

200 postagens publicadas hoje!

terça-feira, dezembro 08, 2009

Quando fecho os olhos

Às vezes se eu me distraio
Se eu não me vigio um instante
Me transporto pra perto de você
Já vi que não posso ficar tão solta
Me vem logo aquele cheiro
Que passa de você pra mim
Num fluxo perfeito

Enquanto você conversa e me beija
Ao mesmo tempo eu vejo
As suas cores no seu olho, tão de perto
Me balanço devagar
Como quando você me embala
O ritmo rola fácil
Parece que foi ensaiado

E eu acho que eu gosto mesmo de você
Bem do jeito que você é
Eu vou equalizar você
Numa freqüência que só a gente sabe
Eu te transformei nessa canção
Pra poder te gravar em mim

Adoro essa sua cara de sono
E o timbre da sua voz
Que fica me dizendo coisas tão malucas
E que quase me mata de rir
Quando tenta me convencer
Que eu só fiquei aqui
Porque nós dois somos iguais

Até parece que você já tinha
O meu manual de instruções
Porque você decifra os meus sonhos
Porque você sabe o que eu gosto
E porque quando você me abraça
O mundo gira devagar

E o tempo é só meu
E ninguém registra a cena
De repente vira um filme
Todo em câmera lenta
E eu acho que eu gosto mesmo de você
Bem do jeito que você é

Eu vou equalizar você
Numa freqüência que só a gente sabe
Eu te transformei nessa canção
Pra poder te gravar em mim

(Equalize - Pitty)

sexta-feira, dezembro 04, 2009

Music Saves My Soul

Photobucket


As vezes eu vejo que a cada novo som meu corpo sente o mundo de maneira diferente.

Cada música tem um significado e para cada momento da minha vida tenho uma música.

Nosso corpo tem um som, e somente certas pessoas podem toca-lo e ouvi-lo realmente.

Quero que o som leve minha alma para todos os lugares. Que eu possa ver o futuro e evitar sofrimentos em vão. Mas que mesmo assim eu consiga viver o presente e tente mudar o que está por vir, com um sorriso ou um beijo.

Sei que não sou perfeita, estou bem longe disso, mas prefiro dançar loucamente a viver parada.

Dance comigo, sinta o som. Tente. Seja você. É tudo que eu quero.

domingo, novembro 29, 2009

Pink Floyd - Wish you were here



Eu percebi com o passar dos tempos que eu não sou capaz de distinguir o céu do inferno. E que quando eu estou no inferno, eu luto desesperadamente para sair, mas quando encontro a porta eu tenho medo de abrí-la. Mas isso não mais acontecerá. Pois agora ganhei forças e motivo pelo que lutar.

O céu azul e a dor...não há mais dor. Deixei que a dor partice, joguei ela no vento. Agora ela pode estar no infinito céu azul, mas não está mais comigo.

Se eu consigo distinguir um campo verde de um frio trilho de aço? Antes todos pareciam não levar a lugar nenhum, ou me levariam para lugares que apenas em sonhos eu poderia chegar. Com o passar dos dias, percebi que correr é melhor do que ficar parada. O campo verde esteve em meus sonhos e o trilho só será frio se eu esquecer dos meus sonhos e não conseguir mais lutar pelo o que eu acredito.

Somente o dia que alguém me tocar e me ajudar a levantar o véu que deturpa a minha visão, para que eu possa ver claramente cada verdade do mundo. Cada face. Nesse dia verás meu verdadeiro sorriso.

Fizeram eu trocar heróis por fantasmas. Impediram que eu sonhasse, impediram que eu vivesse. Agora meus heróis estão vindo me resgatar, vejo cada um deles chegando e me ajudando a ser mais forte, e os medos estão indo embora, um a um.

Não, não me fizeram trocar trocar cinzas quentes por árvores, sempre preferi o frescor das árvores, suas sombras, são a esperança de um mundo melhor. Mas eu só as via por uma triste janela. avora sinto elas crescerem em meu coração, um dia me darão frutos verdadeiros.

Ar quente por uma brisa fria, ao invés de subir em balões de ar quente, eu descia, mais do que isso, eu esfriava, ficava cada dia mais fria, mais distante, mais só. Mas um sopro me acordou da minha hibernação. Revelou que eu posso começar novamente. Ser mais. Voar mais alto.

Já estava na hora de eu trocar um conforto frio por mudança, estava na hora de virar a página e começar tudo outra vez. Começar do zero, munida de esperanças e sonhos. Como jamais tentei antes.

Eu troquei uma pequena particcipação na guerra por um papel principal em uma cela. Eu era a boneca na estante e achava que aquilo era o suficiente. Achava que no meu mundo, que só existia dentro de quatro paredes, era o suficiente. Representar e ser uma pessoa que eu não quero mais ser. Prefiro ir a luta. Não importa o quão difícil seja, eu vou lutar e darei tudo de mim para vencer.

Como eu queria, como eu queria que você estivesse aqui. Você me faz querer mais, me faz querer recomeçar a cada instante. Me faz querer me dedicar ao máximo a cada passo que eu dou. Sei que posso ser apenas eu, e será o bastante. Sei que a cada toque meu nascerá uma flor em seu coração, pois serei muito mais ao seu lado.

Somos apenas duas almas perdidas nadando em um aquário, ano após ano, e mesmo estando em um espaço tão pequeno demoramos a nos esbarrar e a começar tudo com tanta perfeição.

Correndo sobre o mesmo velho chão, encontramos um ao outro.

Eu não tenho mais medo!

Queria que você estivesse aqui.

sábado, novembro 28, 2009

É tudo que eu quero pra mim

A Estrada
Cidade Negra

Você não sabe
O quanto eu caminhei
Prá chegar até aqui
Percorri milhas e milhas
Antes de dormir
Eu nem cochilei
Os mais belos montes
Escalei
Nas noites escuras
De frio chorei

A vida ensina
E o tempo traz o tom
Prá nascer uma canção
Com a fé do dia-a-dia
Encontro a solução

Quando bate a saudade
Eu vou pro mar
Fecho os meus olhos
E sinto você chegar
Você, chegar...

Quero acordar de manhã
Do teu lado
E aturar qualquer babado
Vou ficar apaixonado
No teu seio aconchegado
Ver você dormindo
E sorrindo
É tudo que eu quero prá mim
Tudo que eu quero prá mim...

Quero!
Quero acordar de manhã
Do teu lado
E aturar qualquer babado
Vou ficar apaixonado
No teu seio aconchegado
Ver você dormindo
É tão lindo
É tudo que eu quero prá mim
Tudo que eu quero prá mim...

Together..Together..

Meu caminho só meu pai
Pode mudar

......................................

Somente Deus fará com que eu não consiga chegar até meus sonhos.
Somente Deus poderá fazer o rio não alcançar o mar.
Somente Deus me impedirá de chegar aonde eu quero cchegar.

quinta-feira, novembro 26, 2009

Young Lost



Pink Floyd - Young Lust

I am just a new boy
Stranger in this town
Where are all the good times?
Who's gonna show this stranger around?

Ooooo I need a dirty woman
Ooooo I need a dirty girl

Will some woman in this desert land
Make me feel like a real man?
Take this rock n roll refugee
Ooo Babe, set me free

Ooooo I need a dirty woman
Ooooo I need a dirty girl
Ooooo I need a dirty woman
Ooooo I need a dirty girl


Pink Floyd - Jovem Luxúria

Eu sou apenas um novo cara
Um estranho nesta cidade
Onde estão os bons tempos?
Quem vai mostrar o lugar para este estranho?

Eu preciso de uma mulher safada
Eu preciso de uma garota safada

Será que tem alguma mulher nesta terra deserta
que me faça sentir como um verdadeiro homem?
Leve este refugiado do rock and roll
Ooh, amor, me liberte

Eu preciso de uma mulher safada
Eu preciso de uma garotar safada
Eu preciso de uma mulher safada
Eu preciso de uma garota safada

..............................................

quarta-feira, novembro 25, 2009

Olhando para o Céu e Esperando o tempo passar

Olhando para o céu e esperando o tempo passar, mas ele não passa. Caminha como as núvens, suaves passeando pela imensidão azul. Vejo formas, vejo sonhos desenhados naqueles pequenos fraguimentos de esperança.

Dou risada sozinha dos meus pensamentos tolos. Dos desejos bobos. Das lembranças fúteis. Desejo acelerar o tempo. Mas talvez, penso que isso seja quase um teste, de paciencia, de sensatez, de paixões.

Somos luz, sopros nos fazem ocilar, ventanias nos fazem crescer.

sky

Eu quero viver loucamente, intensamente, de qualquer forma eu quero viver ao seu lado. E tudo valerá a pena!

Ficar sem você é viver uma eternidade a cada dia!

Você me conheceu e me conhece de uma maneira real. Você conhece o meu coração e o meu jeito mais do que ninguém. Também já fui uma pessoa que não desejava ser. Fui freada por pessoas que queriam que eu fosse outra. Não deixarei que isso aconteça, não mais. Pois ao seu lado, eu sei que posso ser apenas eu. Uma Mayane maluca, excentrica, mas feliz.

Assim como eu quero você, do jeitinho que você é. Essa pessoa maravilhosa que conheci e que a cada dia mais descubro segredos e troco confidencias. Desejo você, tanto e mais a cada momento. Algum dia poderei provar te isso, te fazendo uma pessoa realmente feliz.

segunda-feira, novembro 23, 2009

DOS DELITOS E DAS PENAS

RESENHA CRÍTICA DOS DELITOS E DAS PENAS - CESARE BECCARIA
Por: Mayane K. Baumgärtner

     Cesare Beccaria foi bastante influenciado em sua vida pela leitura das Lettres Persanes de Montesquieu e de De l'esprit de Helvétius. Tornando-se assim um grande estudioso da filosofia. Ele foi um dos fundadores da sociedade literária que se formou em Milão. Além disso, a fim de divulgar na Itália as idéias novas, Beccaria fez parte da redação do jornal II Caffè, que apareceu de 1764 a 1765.

     Ele é considerado um clássico do Direito Penal, pois foi a primeira voz a levantar-se contra a tradição jurídica e a legislação penal de seu tempo. Suas idéias se difundiram rapidamente, sendo aplaudidas por  Voltaire, Diderot e Hume, entre outros, e sua obra exerceu influência decisiva na reformulação da legislação vigente da época, estabelecendo os conceitos que se sucederam.

     A obra Dos Delitos e das Penas, que é o foco dessa resenha, e um dos clássicos e sua leitura é considerada basilar para a compreensão da História do Direito.

     Beccaria começa a sua obra demonstrando a inutilidades da lei, para o seu tempo. Cita o que ele define como os princípios, morais, políticos e divinos.  Demonstra estar aberto a críticas decentes e respeitosas que homens honestos gerem entre si. E não daqueles que apenas querem ver os defeitos de sua obra sem realmente analisá-la.

     A sociedade em seu ponto de vista deve ser igualitária, o que não acontecia na época e até hoje não se modificou. Pois a maioria não tem nada enquanto poucos continuam acumulando a maior parte dos privilégios. Ele afirma que com boas leis isso poderia ser resolvido, mas então esbarramos em um outro problema: os que regulam as leis. Esses não tem real interesse que uma sociedade igualitária chegue a ser formada, pois então poderiam perder seus próprios privilégios.

     Somente quando os homens chegam nas últimas conseqüências de seus atos é que decidem mudá-los. Historicamente temos claro este fato, que apenas a minoria, movida por um ato de momento, uma paixão, criou uma lei que visava o bem estar possível para a maioria. Por isso hoje temos um código penal tão defasado. O povo brasileiro é um povo emotivo, sendo assim quando acontece um crime mais grave, acabam por se comover e querem aumentar a pena, querem uma punição mais severa. Então fazem pressão aos seus representantes no Congresso Nacional, esses acabam “cedendo” a vontade da maioria e criam leis movidas por essas paixões, mas que não tem proporcionalidade com os demais crimes, mas que talvez sejam as mais justas.
“Mas, qual é a origem das penas, e qual o fundamento do direito de punir? Quais serão as punições aplicáveis aos diferentes crimes? Será a pena de morte verdadeiramente útil, necessária, indispensável para a segurança e a boa ordem da sociedade? Serão justos os tormentos e as torturas? Conduzirão ao fim que as leis se propõem? Quais os melhores meios de prevenir os delitos? Serão as mesmas penas igualmente úteis em todos os tempos? Que influencia exercem sobre os costumes?”
     As perguntas feitas por Beccaria, são perguntas que deveríamos nos fazer todos os dias, antes de pegarmos o código penal em nossas mesas. São questionamentos que abrem outros, e que geram debates para que possamos a todo momento pesar com que justiça e proporcionalidade as leis estão sendo aplicadas. E são essas dúvidas que o autor procura sanar, bastando a nós aplicá-las a nosso tempo.

     O direito de punir é algo perpétuo no coração do homem, pois o homem só aceita o contrato social, abstendo-se de uma parcela de sua liberdade quando é de seu interesse. Sendo assim, ele exigirá que outros cumpram seu papel na sociedade e não se verá satisfeito se o que não o fizer saia impune. Isso abriria margem para novos delitos.

     E como estabelecer o direito de punir se não por leis justas? Para tanto o fazer as leis deve residir somente nas mãos dos legislador que representa toda a vontade da sociedade. Mas essa vontade deve ser ouvida e respeitada, deve se ter pessoas realmente capazes de representar o povo. E não legisladores que defendam apenas a sua vontade.

     As leis jamais poderão ser específicas, alcançando apenas uma pessoa, elas devem ser iguais para todos. Por isso o criar das leis em um momento de comoção pública é tão errôneo. Pois estará se limitando a um caso específico, como exemplificador. Deve se parar, pesar, e ver se há realmente necessidade de se criar essa lei para uma única pessoa, mesmo evitando casos futuros essas leis acabam levando títulos e nomes, para a perpetuação de um crime que nem poderá ser punido por essa lei.

     Os juízes, no ponto de vista do autor, deveriam apenas aplicar a as leis, dizer se há ou não o delito e nada mais. As leis não devem ser interpretadas por eles, apenas aplicadas, pois isso seria injusto. Pois um dia o magistrado ao acordar de bom humor aplicaria uma pena mais branda ao acusado, mas no dia em que este estivesse mal humorado a pena seria muito mais severa, então ter-se-ia vários resultados diferentes para cada vez que se julgasse o mesmo crime.

     Deixando-se uma margem muito grande para o magistrado, este se sentirá livre para aplicar as penas da maneira que lhe for mais conveniente, hoje temos previsão legal para o este fato, no artigo 4º da Lei 4657/42 – Lei de Introdução ao Código Civil – que diz: "Quando a lei for omissa, o juiz decidirá de acordo com a analogia, os costumes e os princípios gerais de direito". Assim o juiz pode suprir as necessidades de cada caso. Mas o que vemos agora vai muito além da previsão legal, atualmente o poder judiciário faz muito mais do que apenas julgar, pelo excesso de lacunas na lei e a grande demanda por casos a serem julgados os magistrados acabam criando leis, em um processo de ativismo judiciário.

     Esse é o ponto temeroso para Beccaria, onde as leis não são feitas por representantes do povo, mas por pessoas não qualificadas para este fim, mediante ao fato de não serem legisladores. Até porque, como diria o próprio autor: “Cada homem tem sua maneira própria de ver; e o mesmo homem, em diferentes épocas, vê diversamente os mesmos objetos.”

     E assim quanto mais clara for a lei, melhor para o indivíduo, pois este além de ter mais liberdade também poderá calcular os inconvenientes de uma ação reprovável, dando segurança a população que não ficará na mão de tiranos.

     Algo que é deixado bem claro é sobre as leis serem escritas de forma mais clara, neste ponto temos o fato de que na época as leis eram escritas em um idioma “morto”. Como é o caso do Latim. Ainda utilizamos de termos em Latim no direito, mas as leis deveriam ser feitas de forma mais acessível e de fácil entendimento pela população. É imprescindível que ela saiba o que rege suas próprias atitudes, pois “ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei” (art. 5º, II, Constituição Federal/1988), mas como um cidadão vai saber o que deve ou não ser feito, se o mesmo não tem acesso as leis, e não sabe nem ao menos o que está contido em seus tão vastos artigos.

     Uma pessoa que não tenha conhecimento jurídico, não conseguirá saber o que a lei o exige, e voltaremos ao tempos remotos onde as leis eram escritas em outros idiomas, pois uma leitura que não se pode ter total entendimento, é o mesmo que não o ter lido. O que nos ajuda hoje, é o auxilio da imprensa, que diferentemente da época nos remete a pequenas parcelas da lei, mas ainda é ínfima essa quantidade divulgada. Sendo que ainda não se tem interesse de que a população fique sabendo quais são seus reais direitos. Pois ao saber disso, cobrará muito mais daqueles que estão no poder, e agirão de forma mais prudente.

     Mas onde colocar os condenados? Em prisões horrendas, assoladas pela fome? Lançasse aí um desafio que até hoje não se cumpriu em sua totalidade. Na época colocavam presos na mesma masmorra, o inocente suspeito e o criminoso convicto. Isso em praticamente nada se modificou. Hoje as prisões são mais humanas, no tratamento. Mas são quase escolas para presos aprimorarem-se em seus delitos.

     Não há, como sugere o autor já em sua época, um local próprio para se por os acusados mais graves separados dos que cometeram crimes mais brandos. E somente quando esses erros forem concertados é que poderemos prender acusados de crimes, para que esperem seus julgamentos sobre a tutela do Estado.

     Mas pode-se simplesmente colocar na prisão uma pessoa sem que se tenha prova de seu crime? Não. E essa prova deve ser independente, ou seja, cada prova deve ter seu fundamento próprio, sua própria legitimidade, assim quando se remove uma prova do processo as outras permanecerão acusando o suspeito. Dando veracidade ao fato. Mas quando as provas se apóiam entre si, essas considerações devem ser excluídas como prova. Já que ao se derrubar a veracidade de uma das provas as demais também sucumbirão.

     Não se pode apoiar-se na probabilidade e sim na certeza. O que ficou claro na regra que nos remete ao prinicípio: in dúbio pro réu (na dúvida, deve-se inocentar o réu). Distinguindo-se assim as provas entre perfeitas e imperfeitas, onde as perfeitas são as que positivam a culpa, sem restar nenhuma dúvida. E as imperfeitas que deixam margem para a inocência do acusado.

     Apenas uma prova perfeita é suficiente para a condenação, mas as provas imperfeitas terão que ser em um número muito grande, para valerem como provas perfeitas.

     As testemunhas podem servir como meios de prova, mas se deve inicialmente medir o interesse que ela tem em dizer ou não a verdade. Pois se a testemunha for inimiga do acusado, obviamente não lhe irá querer o bem, sendo assim tentará sempre acusá-lo do fato. Se for parente, ou amigo, tentará inocentá-lo.

     Também deve-se levar em consideração as atitudes das pessoas no momento em que prestam seu testemunho, pois os gestos, as ações e a entonação, podem modificar o sentido do que se está dizendo. E se a testemunha acusá-lo, e ele negar, deve-se inocentar o réu.

     Segundo Beccaria, a acusação secreta, não deveria existir. Estas são falsas, pois na frente são amigas enquanto nas costas são inimigas. São calúnias e os que o fazem deveriam ser punidos no lugar dos condenados se a mentira for comprovada. Mas quem pode se defender da calúnia se ela se arma com o sigilo? Por isso as acusações secretas não devem ser levadas em consideração sem uma prova perfeita.
Durante o interrogatório o magistrado deve fazer questões que remetem ao fato indiretamente, pois se o fizer em linha reta, de maneira direta, só terá respostas prontas e não a verdade dos fatos.

     Assim como é uma contradição exigir que o acusado faça um juramento. Pois mesmo que ele jure dizer a verdade, ele jamais contribuirá de boa fé para sua própria destruição. É lógico que uma pessoa, preferirá ofender a Deus, quando jura em nome do mesmo, do que perder a sua liberdade e ser condenado.

     O que era absurdo já para o século 18 e em pleno século 21 ainda ouve se falar na utilização, são as torturas. O homem confessa um crime, e até o que não é crime, mediante tortura, pois este não suporta a dor, é como se a verdade estivesse nos músculos e nas fibras da pessoa. É absurdo que isso aconteça. Pois só provará qual homem é capaz de resistir mais ou menos à dor.

     Não há verdade nas palavras de um homem sobre tortura. E se acontecer de descobrirem que o homem era inocente? Quem reparará os danos por ele sofridos? Quem lhe tirará da memória os momentos de dor e tormenta? Torturar é condenar um inocente e absolver um culpado.

    Quando comprovado o crime, deve-se dar tempo para que o culpado se justifique, mas esse tempo não poderá ser longo, para não atrasar o processo. O autor separa o delito em duas espécies, a primeira é dos crimes atrozes, que começa pelo homicídio e que compreende toda a progressão dos mais horríveis assassinos; a segunda seriam os menos odiosos que o homicídio. O que não difere tanto do Código Penal Brasileiro, pois esse tem os crimes hediondos e os demais delitos, o primeiro utiliza uma forma diferenciada de aplicação de pena, por sua natureza mais espantosa.

     Os grandes e espantosos crimes, que também são mais raros, até pela sua natureza, devem ter a duração da instrução do processo diminuída, mas deve-se prolongar o tempo de prescrição. Enquanto os delitos menores e mais comuns é preciso prolongar o tempo dos processos e diminuir o tempo da prescrição. Assim a não se terá uma sensação de impunidade.

     Cesare Beccaria já previa o que hoje é adotado pelo nosso Código Penal, não há como provar a intenção de uma pessoa, não sendo possível então puni-la por essa intenção ou por pensar nos crimes. Mas quando um crime é tentado, a tentativa deve sim ser punida. De forma mais branda, do que se o crime tivesse sido cometido.

     Ele alega que o cúmplice deve ser tratado com menos severidade do que o que executou o crime. Assim as pessoas não irão se arriscar na prática da ação, porém, em casos onde os cúmplices dão mais benefícios ao executor, essa regra não pode ser seguida. Temos atualmente a figura do partícipe também. Que terá a pena proporcional a participação no delito. É importante frisar que ele já presumia a iniciativa de dar-se a inocência ou a redução de pena ao cúmplice se este entregasse seus colegas.

     As penas têm finalidade de evitar futuros atos prejudiciais a sociedade e não atormentar uma pessoa ou fazê-la cometer novos crimes, punindo aquele que ignora a lei, cada penalidade deve ser de acordo com o delito, sem torturar fisicamente o réu. Essas previsões devem estar na lei.

     A pena de morte no seu ponto de vista, só deve ser aplicada em duas alternativas: em casos de conflitos – assim como permite a Constituição Federal de 1988, que prevê a pena capital em caso de guerra declarada –; e quando o cidadão atentar contra a ordem pública podendo causar uma revolução. Uma das alegações dele contra a pena de morte é que a morte brusca do acusado causa grande choque e indignação na sociedade, mas com o passar do tempo a sociedade esquece do episódio de dor e sofrimento. A prisão perpetua faz com que a sociedade lembre do ocorrido e acredite na eficácia da lei.

     Já o confisco não tem fundamento, pois se uma pessoa tem os bens confiscados, estará se punindo a família da pessoa e não a pessoa em si. E essa pessoa cuja qual os bens foram confiscados acabará por cometer outros crimes para que possa suprir os bens que lhe foram tomados.

     Quanto a infâmia que uma pessoa cometer, isso não depende tanto da punição das leis. Trata-se mais de algo moral. Quando uma pessoa usa de toda sua falsidade para com a sociedade, a mesma passa a desacreditar nela, chama-se esse efeito de infâmia e pena contra esse delito é rara pois se assim não for ela perde sua força. As injúrias devem ser punidas da mesma forma.

     Onde há crime, deve existir punição, assim que for descoberto o delito, o cidadão deve ser detido para que não forje provas que possam inocentá-lo, e quanto mais rápido for a prisão e o julgamento, mais útil será a punição. Os processos devem ser públicos para que se evitem falsas provas e também a tirania de poucos.
Mesmo nos pequenos delitos em que o culpado é inocentado pelo ofendido, a lei deve prevalecer como soberana e deve ainda sim ser aplicada, e se necessário com punição.

     Há pouca diferença entre impunidade e os exílios. Pois a pessoa poderá recomeçar a vida em outro país, sendo assim o correto é que a pessoa seja deportada para que a lei do país em que cometeu o crime seja cumprida. Pois cada qual deve ser punido no país em que cometeu o crime.

     Por a cabeça a prêmio só prova a ineficiência da justiça e não se justifica um crime pelo outro. Pois assim a pessoa cometerá um crime para que entregue a cabeça que estava a prêmio.

     Conforme o ato do criminoso é que deve se dar à pena, ela deve ser proporcional, para crimes graves a punição é mais severa, pois quanto mais se pune menos crimes parecidos ocorrem, e torna-se raro os delitos pesados.

     Uma pessoa tem concepção diferente uma das outras, a gravidade dos delitos varia, a forma de pensar e a sensibilidade também, a crença religiosa não deve ser levada em conta, porque diante de Deus todos deveriam ser perdoados. Isso também nos remete a liberdade religiosa, se a religião for levada em consideração, não se terá escolha quanto a convicção. E o perdão de Deus seria necessário para contrição do crime cometido, independente de sua gravidade.

      Um cidadão pode fazer o que quiser desde que não infrinja as leis, os delitos podem ser: social, particular e público, se não couber em nenhuma dessas classificações não pode ser considerado um delito. Os crimes que destroem a sociedade em geral são chamados de lesa-majestade, e perante a lei é considerado o maior crime.

     As penas aplicadas a pessoas graduadas são as mesmas aplicadas à sociedade em geral, o que não ocorre em nosso ordenamento jurídico, pois as pessoas graduadas ficam em selas especiais e tem privilégios, o castigo deve ser aplicado de acordo com o delito, os atentados contra a segurança particular e contra a honra ou contra a propriedade, não cabem somente aos assaltos e homicídios, cabem também as violências praticadas pelos homens graduados.

     Os duelos nasceram das más leis, pois havia a necessidade nos tempos mais remotos dos homens "lavar a honra com sangue" em duelos e aquele se recusasse a lutar era excluído socialmente, o julgamento desse delito deve-se castigar o agressor, ou seja aquele que provoca a briga.

     Para aquele que comete o roubo seguido de violência, além da escravidão temporária, as penas corporais deviam ser aplicadas, e para o roubo sem violência deveria ser punido com dinheiro, mas assim sendo os pobres não poderiam pagar, então ficaria somente a escravidão temporária para que pudesse haver o ressarcimento.

     Quanto ao contrabando o confisco da mercadoria é muito justo, mas, além disso, deveria ser cobrado trabalho dos contrabandistas, essa ofensa não é muito grave diante da sociedade, mas perante o Estado é grande perda fiscal.

     O falido que agiu de má-fé, deve ser punido. O Legislador previdente com facilidade impediria a maior parte das falências fraudulentas e remediaria a desgraça do homem laborioso, que falta aos seus compromissos, mas não é culpado disso. Hoje essa punição em sua maioria é regida pelo Código Civil.

     Cada cidadão deveria se conscientizar que estragando um bem público estará prejudicando a si e a sociedade, as discussões, arruaças, discursos fanáticos entre outros devem ser punidos como manda a lei.

     Não devemos generalizar a ociosidade, distinguindo a ruim da boa, a lei tem obrigação de diferenciá-las, a boa não deve ser punida depois alimenta a vida e da vida aos pobres, a ruim esta tem que ser punida.

     Caso a pessoa cometa suicídio não existe possibilidade de castigar um defunto, e nem a família do mesmo. Já aquele que abandona seu país é menos prejudicial à nação, mas não se pode proibir a transição de um país para o outro pois prejudicaria o comércio, para que um cidadão não saia em busca de uma vida melhor é necessário que o país lhe dê qualidade de vida.

     Comete-se na sociedade alguns crimes freqüentes, mas que é difícil provar, como o adultério, a pederastia, o infanticídio. O adultério é o abuso de uma necessidade constante, e tende-se a sempre esconder. A pederastia é fruto de uma educação falha. O infanticídio é uma conseqüência de uma mulher que cedeu a fraqueza e quer se proteger da vergonha que irá lhe assolar. Ele indica apenas as fontes de onde surgem esses delitos, mas acredita que a pena deverá partir da sociedade, mediante ao que acha justo.

     Um exemplo de falsa idéia de utilidade é a venda de drogas, o cidadão não vende, mas os criminosos infringem a lei, sendo ou não proibido vender as mesmas, as falsas idéias são aquelas que tem um monte de vantagem, mas por causa de uma desvantagem são esquecidas.

     No espírito da família é onde há muitas injustiças perante a lei, existem republicas que todo homem é cidadão e em outras onde crianças e adolescentes são dependentes dos pais, há dois tipos de moral a primeira inspira submissão e receio a segunda felicidade liberdade e bem estar. E isso deve ser regulado pela lei, pois pode haver abuso por parte da autoridade exercida pelos pais.

     Não se pode aplicar penas em beneficio do bem próprio (rei, rainha, príncipes, etc.) deve-se sim ser julgado a favor do fisco, como bem público. E as leis devem servir para todos em geral, devem prevenir delitos, e pra que isso aconteça deve existir igualdade social, econômica e política. Remetendo nos novamente aos princípios que regem a sociedade e que hoje, temos em nossa Constituição, mesmo não sendo ainda em sua totalidade cumpridos.

     Ele aborda temas que assolavam sua época, ele revolucionou o ponto de vista de vários crimes. Foi um dos primeiros a se erguer contra os que faziam mal uso da lei, e dos que a aplicavam de forma incoerente. Depois de passados três séculos, os problemas persistem. Os erros apontados são quase os mesmos, as soluções, muitas delas, foram colocadas em pratica hoje em muitos países. Mas no caso do Brasil, há uma defasagem no que se diz respeito ao código penal, que deverá ser, urgentemente, reestruturado. Com isso se deve pesar o que ainda pode ser melhorado diante da visão de pensadores tão ilustres que podemos ter conhecimento, como Cesare Beccaria.

      Não se pode deixar de pensar que erros tão constantes e tão vistos ainda saem impunes por leis que não suprem a necessidade do povo e que ainda não visam o bem da maioria da população. Em um jogo de poderes em que as funções estatais se confundem para tentar suprir vácuos. Claro que se deve pesar as diferenças da época para a atualidade. Mas os crimes são historicamente os mesmos. E se os crimes até hoje não se extinguiram há algo errado na maneira de se punir, ou ainda na maneira de se prevenir que novos crimes aconteçam.

terça-feira, novembro 17, 2009

Amigos

Amigo é aquele que quando você está brigando já chega dando uma voadora no outro cara!


domingo, novembro 15, 2009

quarta-feira, novembro 11, 2009

Só se você quiser



Ai, Ai, Ai
Vanessa da Mata

Se você quiser
Eu vou te dar um amor
Desses de cinema
Não vai te faltar carinho
Plano ou assunto
Ao longo do dia...

Se você quiser
Eu largo tudo
Vou pr'o mundo com você
Meu bem!
Nessa nossa estrada
Só terá belas praias
E cachoeiras...

Aonde o vento é brisa
Onde não haja quem possa
Com a nossa felicidade
Vamos brindar a vida meu bem
Aonde o vento é brisa
E o céu claro de estrelas
O que a gente precisa
É tomar um banho de chuva
Um banho de chuva...

...........................................................

É assim que eu sou quando o assunto são relacionamentos. na realidade acho que meu problema fica no fato de muitas vezes eu esquecer de perguntar "se você quer", eu simplismente faço!

Por isso acabo metendo os pés pelas mãos. Deveria tentar ser menos excêntrica, talvez um pouco de descrição, com um pouco de sanidade cairiam bem em mim.

E até hoje, ainda quero tomar um banho de chuva!!!!

terça-feira, novembro 10, 2009

No idea

Photobucket

Sabe aquele dia em que a suave chuva, chove lentamente, batendo em sua janela e lava, levando com ela todas as sua idéias, seus sentimentos. Deixando você tranquilo como se a vida tivesse acabado de começar. Acho que esse dia está assim para mim. Nada parece fazer todo o sentido.

domingo, novembro 08, 2009

Deixa, deixa, deixa...



Deixa, deixa, deixa eu dizer o que penso desta vida
preciso demais desabafar!

Suportei meu sofrimento
de face mostrada e riso inteiro
se hoje canto meu lamento
coração cantou primeiro
e você não tem direito
de calar a minha boca
afinal me dói no peito
uma dor que não é pouca
tem dó!

sábado, novembro 07, 2009

Me adora



Não sei quantas decepções viveu, eu vive suficientes para saber até onde devo me apegar, e dessa vez eu passei dos limites. Não posso, não quero mais sofrer.

Um abraço longo. E quase um adeus.

Ainda não sei ouvir, minhas conclusões precipitadas são vazias. Me desculpe.

Falarei de você com alegria.

Tentarei não enlouquecer, guardando lágrimas atrás de sorrisos.

Eu te adoro...
Eu te acho foda...
Mas vou deixar-te ir...

Não desonre o meu nome, o seu será guardado em meu coração...

Percebo que não tenho como saber, São só palpites na minha mão, sei que é mais do que os meus olhos podem ver.

Prejetei muita coisa, e mesmo sabendo que pode ser essa pessoa dos meus sonhos, me sinto insegura.

sexta-feira, novembro 06, 2009

O retorno ao lar



Capitulo II

O retorno ao lar

Depois da dificil exploração e esterminação dos terríves trevos os herróis decidem que está na hora de retornarem aos seus lares. Já muito cansada a nossa brava exploradora não consegue dar mais nenhum passo. Sente a fadiga assolar todo o seu corpo, quando pensa em desistir, eis que chega Dumont Santos com seu super mega jato foguete em mãos, e decide guinchar sua companheira de jornada. Após arrastá-la por longas horas, desviando de todos os obstáculos que ele via e deixando ela bater nos que não estava no seu campo de visão. Chegam em casa. Mas será que nossa história terminará por aqui? Será que somente isso chegará para saciar a sede de aventura de nosso heróis? Será que os desbravadores sessarão antes mesmo de descobrir o que se esconde em baixo do tapete da sala? Acho que não! Acho que irão além do portão do quintal! E descobrirão que existe ainda mais do que uma xícara de café deixada em cima da pia que minhaturas de seres humanos usam como lar no dia seguinte. Mas isso você só saberá no próximo capítulo.

Continua

terça-feira, novembro 03, 2009

Exploração



Capitulo I


A Exploração


Aqui estamos explorando o mundo desconhecido do vale dos dinossauros. Quando derrepente, repentinamente, algo cha a nós. Ficamos de sobreaviso pelos sons que nos assombram. As largas folhas podem encobrir muito mais do que podemos imaginar. Nossos olhos não podem ver mais do que alguns palmos a nossa frente por culpa da densa florasta que nos cerca. Então esque surge o cão virgem, Boris. Ele se aproxima sorrateiramente, mas graças a sua ainda velha ingenuidade, se afasta sem levar nenhum pedaço de nós! Então a exploração continua até o momento que achamos o tesouro perdido por Salomão, o grande. Uma mina que brota da terra de vales de trevos de três folhas! Rapidamente Dumont, dos cachos de ouro entra em uma briga ferrenha atacando todas as folhas e mastigando-as uma a uma, para evitar que sobrevivam.


Continua, no próximo capítulo...

segunda-feira, novembro 02, 2009

Ensinando a Voar



Bem, passei esse final de semana em Curitiba. Nessa Foto em específico, sou eu tentando ensinar meu sobrinho, Dumont, a voar.


Como é maravilhoso ir para lá ver ele, voltar a ser criança de corpo e espírito.

São essas pequenas coisas que fazem toda a diferença em nossa vida.

E são essas que nunca podem passar em branco ou despercebidas.

Podem me chamar de louca.

Posso até ser.

Mas prefiro assim, e viver.

Do que me trancar em uma cúpula de vidro e apenas sonhar.

Quer aprender a voar?

Quem sabe eu te ensino.

Sonhe alto e longe, pois a mente pode nos levar aonde queremos ir.

Mais do que isso, nossa vontade, pode nos fazer alcançar destinos inimagináveis.

Amo muito vocês


Mayane

quinta-feira, outubro 29, 2009

Não Leve a Mal



Não Leve a Mal
Danni Carlos

Não leve a mal
se eu fico um pouco zonza
Luzes de neon
acendem quando você passa
Não leve a mal
ver você me faz querer viajar
pra perto da lua
no azul do seu olhar
Não leve a mal

Não leve a mal
se eu pareço um pouco louca
ando tão distraída
sonhando com beijos na boca
Não leve a mal
Se quando você me olha
eu finjo que não quero
só pra fazer mistério

Acontece assim
com o meu coração
bate só por uma pessoa sem muita razão
de repente chuva
de repente trovão
o que eu sinto por você virou uma tempestade
e vai na sua direção

Não leve a mal
se eu mudo feito à moda
hoje eu fico insegura
mais amanhã quero aventura
não leve a mal
seu eu ficar muito apaixonada
podia ser incrível
podia ser nós dois
podia ser verdade
Não leve a mal.

...................................................

Essa música me descreve de certa forma...
gosto disso...

quarta-feira, outubro 28, 2009

A Horse With no Name



On the first part of the journey I was looking at all the life
There were plants and birds and rocks and things
There was sand and hills and rings
The first thing I met was a fly with a buzz
And the sky with no clouds
The heat was hot and the ground was dry
But the air was full of sound

I've been through the desert on a horse with no name
It felt good to be out of the rain
In the desert you can remember your name
'Cause there ain't no one for to give you no pain

La, la, la, la, la, la, la, la, la
La, la, la, la, la, la, la, la, la

After two days in the desert sun my skin began to turn red
After three days in the desert fun I was looking at a river bed
And the story it told of a river that flowed
Made me sad to think it was dead

You see I've been through the desert on a horse with no name
It felt good to be out of the rain
In the desert you can remember your name
'Cause there ain't no one for to give you no pain
La, la, la, la, la, la, la, la, la
La, la, la, la, la, la, la, la, la

After nine days I let the horse run free 'cause the desert had turned to sea
There were plants and birds and rocks and things
There was sand and hills and rings
The ocean is a desert with its life underground
And a perfect disguise above
Under the cities lies a heart made of ground
But the humans will give no love

You see I've been through the desert on a horse with no name
It felt good to be out of the rain
In the desert you can remember your name
'Cause there ain't no one for to give you no pain
La, la, la, la, la, la, la, la, la
La, la, la, la, la, la, la, la
La, la, la, la, la, la, la, la



..................................................

Me desculpe, no início eu só ouvia essa música, ela era linda, mas nao fazia tanto sentido quanto agora. Agora acho que consigo entendê-la. Ainda não completamente, mas acho que já é um começo.
Acreditei que era certo, você tentou me mostrar o quão errada eu era e eu não quis ver, eu simplismente quis seguir em frente e cheguei até aqui. Eu atravessei o deserto com um cavalo sem nome. Mas eu consegui lembrar o meu nome?
Acho que ainda não.

domingo, outubro 25, 2009

Rosa



Você pode me ver do jeito que quiser, eu não vou fazer esforço pra te contrariar.

Porque eu sou feita pro amor da cabeça aos pés. E não faço outra coisa do que me doar.

Se causei alguma dor, não foi por querer, nunca tive a intenção de te machucar.

Eu só quero uma rosa!!!!

sábado, outubro 24, 2009

Namoro

Vou começar avisando que este texto não é eu, eu recebi por e-mail.... mas gostei...

....................................................



Sempre acho que namoro, casamento, romance tem começo, meio e fim. Como tudo na vida.
Detesto quando escuto aquela conversa:
- 'Ah, terminei o namoro... '
- 'Nossa, quanto tempo?'
- 'Cinco anos... Mas não deu certo... Acabou'
- É não deu...?
Claro que deu! Deu certo durante cinco anos, só que acabou.
E o bom da vida, é que você pode ter vários amores.
Não acredito em pessoas que se complementam. Acredito em pessoas que se somam.
Às vezes você não consegue nem dar cem por cento de você para você mesmo, como cobrar cem por cento do outro?
E não temos esta coisa completa.
Às vezes ele é fiel, mas não é bom de cama.
Às vezes ele é carinhoso, mas não é fiel.
Às vezes ele é atencioso, mas não é trabalhador.
Às vezes ela é malhada, mas não é sensível.
Tudo nós não temos.
Perceba qual o aspecto que é mais importante e invista nele.
Pele é um bicho traiçoeiro.
Acho que o beijo é importante... E se o beijo bate... Se joga... Se não bate... Mais um Martini, por favor... E vá dar uma volta.
Se ele ou ela não te quer mais, não force a barra.
O outro tem o direito de não te querer.
Não lute, não ligue, não dê pití.
Se a pessoa ta com dúvida, problema dela, cabe a você esperar ou não.
Existe gente que precisa da ausência para querer a presença.
O ser humano não é absoluto. Ele titubeia, tem dúvidas e medos, mas se a pessoa REALMENTE gostar, ela volta.
Nada de drama.
Que graça tem alguém do seu lado sob chantagem, gravidez, dinheiro, recessão de família?
O legal é alguém que está com você por você. E vice versa.
Não fique com alguém por dó também.
Ou por medo da solidão.
Nascemos sós. Morremos sós. Nosso pensamento é nosso, não é compartilhado.
E quando você acorda, a primeira impressão é sempre sua, seu olhar, seu pensamento.
Tem gente que pula de um romance para o outro.
Que medo é este de se ver só, na sua própria companhia?
Gostar dói.
Você muitas vezes vai ter raiva, ciúmes, ódio, frustração.
Faz parte. Você namora um outro ser, um outro mundo e um outro universo.
E nem sempre as coisas saem como você quer...
A pior coisa é gente que tem medo de se envolver.
Se alguém vier com este papo, corra, afinal, você não é terapeuta.
Se não quer se envolver namore uma planta. É mais previsível.
Na vida e no amor, não temos garantias.
E nem todo sexo bom é para namorar.
Nem toda pessoa que te convida para sair é para casar.
Nem todo beijo é para romancear.
Enfim... Quem disse que seria fácil?

sexta-feira, outubro 23, 2009

Sempre vou amar você...



Talvez eu devesse tentar me expressar melhor do que com músicas... mas eu simplismente prefiro que mais do que as palavras me toquem, e o som contagia a alma e o coração.

quinta-feira, outubro 22, 2009

Saudades

Estou com muita saudade do meu sobrinho lindoooooo

Dumont... a Titia tá com saudade!!!!!!



Life is a Highway
Rascal Flatts

Life's like a road that you travel on
When there's one day here and the next day gone
Sometimes you bend sometimes you stand
Sometimes you turn your back to the wind
There's a world outside every darkened Door
Where blues won't haunt you anymore
Where the brave are free and lovers soar
Come ride with me to the distant shore
We won't hesitate to break down the garden gate
There's not much time left today

(Chorus)
Life is a highway
I want to ride it all night long
If you're going my way
I want to drive it all night long

I Through all the cities and all these towns
It's in my blood and it's all around
I love you now like I loved you then
This is the road and these are the hands
From mozambique to those memphis nights
The khyber pass to vancouver's lights
Knock me down get back up again
You're in my blood I'm not a lonely man

There's no load I can't hold
Road so rough this I know
I'll bee there when the light comes in
Tell 'em we're survivors

There was a distance between you and I
A misunderstanding once but now
We look it in the eye

There's no load I can't hold
Road so rough this I know
I'll be there when the light comes in
Tell 'em we're survivors



terça-feira, outubro 20, 2009

together

Estou reescrevendo a letra da música Don't Speak - No Doubt.
Talvez da maneira como compreendo, talvez da maneira como a sinto, ou como a escuto, ou como me toca... não sei

......................................................

Você e Eu costumávamos estarmos juntos. Todo dia juntos, sempre. A cada dia mais. Eu realmente sinto que estou perdendo muito mais do que meu melhor amigo. Eu não posso acreditar que talvez esse seja o fim.

Mas o que parece é que você está me deixando. Indo embora, se afastando e se isso for mesmo real...Prefiro não saber, finjir que não vejo isso acontecer. Pois não sei que caminho tomar.

Não fale. Eu só sei o que você está dizendo, mas eu quero a verdade, toda a verdade. Quero a sinceridade do seu coração e você não consegue abrí-lo para mim entrar. Então, por favor, pare de explicar. Não me diga porque isso magoa. Não fale.

Eu sei o que você está pensando. Pelo menos acho que sei, mas prefiro não acreditar. Se eu não ouvir parecerá apenas mais um pesadelo, que passará quando eu acordar. Não preciso das razões que te levaram a se afastar de mim. Talvez eu já saiba quais são. Só não quero ver. Então não me diga, porque isso magoa.

Nossas memórias. Bem, elas podem ser convidativas. Mas algumas são totalmente, muito assustadoras. Como nós morremos, ambos, você e eu? Quero que voltemos a vida, vivendo juntos e intensamente como sempre deveria ser.

Com a minha cabeça em minhas mãos, eu sento e choro. Um choro triste de memórias lindas, sonhos perfeitos, desfeitos.

Don't speak
I know just what you're saying
So please stop explaining
Don't tell me cause it hurts
Don't speak
I know what you're thinking
I don't need your reasons
Don't tell me cause it hurts

Está tudo terminado, o que nunca deveria acontecer, não entre nós. Não com nossos sonhos. Queria acordar todo dia ao seu lado. Eu consegui parar e fingir quem nós somos, mas não foi o suficiente, talvez eu devesse ter me esforçado mais. Deveria ter tentado mais, mudado mais. Eu posso nos ver morrendo, mas realmente estamos?

Talvez apenas precisemos cada um seguir o seu rumo, tentar alcançar seus objetivos, tentar mudar o que deve ser mudado, por si mesmo. Que essa mudança venha de cada um para que no reencontro possamos nos dedicar verdadeiramente.

I know you're good,
Eu sei que você é bom,
I know you're real good
Pra mim.



domingo, outubro 18, 2009

Meus desejos

Não tenho o dia de amanhã. Pois tenho medo de acordar e descobri que não tenho nem você ao meu lado, e que perdi a chance de te amar intensamente.
...................................................



Desejo-lhe a força dos elementos da natureza

Aquele que toca sua mão mas você sente no coração, é um verdadeiro amigo.

Nós raramente pensamos no que temos, mas sempre pensamos no que gostaríamos de ter.

Não chore por ter terminado, ria porque aconteceu.



Quanto mais detalhado é seu plano, mais duro será o destino.

Tudo tem uma razão para acontecer.

Não faça esforços em vão, as melhores coisas acontecem naturalmente.

A lição mais difícil de aprender: Que caminho você deve seguir na sua vida e de qual você deve desviar.



Todos vêem o que você parece ser, mas somente poucos o conhece de verdade.

Aquele que gostaria de ter algo que nunca teve, terá que fazer algo que nunca fez.

Talvez Deus gostaria que você conhecesse pessoas de todos os tipos durante sua vida, assim, quando você conhecer as pessoas certas, ficará grato por isso.

O amor não precisa que duas pessoas olhem um para o outro, mas sim, que olhem juntos para uma só direção.



A vida é desenhada sem borracha.

Desejo-lhe sempre:

Ar para respirar,
Fogo pra te aquecer,
Água para beber e
A Terra para se viver.

sábado, outubro 17, 2009

nobody


tres horas

São tres horas da manhã e eu penso em algo que nunca existiu. Penso que para algo ser eterno precisa durar apenas um instante, que para eu amar precisa apenas um segundo, que para me seduzir precisa apenas um gesto.

Tomando um chá, desejando o sangue de alguém. Vivendo nas sombras desejando a luz do sol. Quero mais, muito mais.

My name is noboby. Tenho certeza disso.

Porque o desejo assola a minha porta inoportunamente, quando penso estar tudo como deveria estar.

Vivo o dia de hoje, pensando nas consequencias do amanhã. Mas se o amanhã não vier. Quem serei se não mais uma vítima de um mundo cruel e insano?

Tentei te conduzir para os mais loucos caminhos, até a dança da chuva ensaiei pra você. Mas de nada fez valer quando me deparei com uma relidade cruel.

Quero ajudar, mas de nada adianta a ajuda de quem não a quer receber.

Meus sonhos são deixados de lado por um amanhã que pode nunca existir. Meus desejos me conduzem a pecados que podem nunca me assombrar.

Quente e frio, doce e amargo, assim escorre meu sangue pelo meu coração.

O que aconteceria se amanhã, eu simplesmente não estivesse mais aqui?
Se simplismente, não fosse mais eu?
E simplismente eu o quisesse mais não pudesse mais?
Se simplismente eu deixasse minha vida para tras?

sexta-feira, outubro 16, 2009

Significados

Significado de alguns nomes:

Mayane
Significado: (hebraico) Princesa.

Marcia
Significado: (latim) Aquela que pertence a Marte, marcial, guerreira

Marcos
Significado: (latim) Deus da guerra, Marte.

Mirelly
Significado: (Latim) Mirelly é diminutivo de Mirela, "Sábia".

Marcelo
Significado: (latim) Martelinho, pequeno martelo.

Dumont
Significado: (francês) Do monte, do morro.

Artur
Significado: (celta) O nobre, o generoso.

Kaylla
Significado: (HAVAIANO) A QUE GOSTA DE VIVER.

Samy
Significado: (árabe) Amigo, companheiro, elevado, eminente.

Gregory
Significado: (grego) Vigilante.

Stefane
Significado: (Grego) Variação do feminino de Stephan: Coroado de láurea ou vitorioso.

Karla
Significado: (teutônico) Forte, fértil.

Michellen
Significado: (FRANCES) SABIA.

Ana
Significado: (hebraico) Cheia de graça, a benéfica.

tem tantos nomes que eu poderia por aqui, pessoas que não precisam de significado, porque elas já significam muito para mim. Muito mais do que palavras podem expressar.

quarta-feira, outubro 14, 2009

Chuva

Eu não tenho o dia de amanhã!
Eu só tenho o dia de hoje!
E para mim o dia de hoje pode não ser o bastante...

Se eu fosse a chuva poderia me conectar com o coração de alguém assim como ela pode unir os eternamente separados, terra e céu?

Se eu fosse a chuva poderia me conectar com o coração de alguém assim como ela pode unir os eternamente separados, terra e céu?

Se eu fosse a chuva poderia me conectar com o coração de alguém assim como ela pode unir os eternamente separados, terra e céu?

Se eu fosse a chuva poderia me conectar com o coração de alguém assim como ela pode unir os eternamente separados, terra e céu?

Se eu fosse a chuva poderia me conectar com o coração de alguém assim como ela pode unir os eternamente separados, terra e céu?

Se eu fosse a chuva poderia me conectar com o coração de alguém assim como ela pode unir os eternamente separados, terra e céu?

Se eu fosse a chuva poderia me conectar com o coração de alguém assim como ela pode unir os eternamente separados, terra e céu?

Duas Faces

Fragmentos da legislação de antigo povo conquistador, reunidos por ordem de um princípe que reinou, em Constantinopla, há doze séculos, juntados depois aos costumes dos lombardos e amortalhados em volumoso calhamaço de comentários pouco inteligíveis, são o antigo acervo de opniões que uma grande parte da Europa prestigiou com o nome de LEIS; e, mesmo hoje, o preconceito da rotina, tão funesto quanto generalizado, faz que uma opinião de Carpozow (1), uma velha prática indicada por Claro (2), um suplício imaginado com bárbara complacência por Francisco (3), sejam as regras que friamente seguem esses homens, que deveriam tremer quando decidem da vida e fortuna dos seus concidadãos.

É esse código sem forma, que não passa de produção monstruosa dos séculos mais bárbaros, que eu desejo examinar nesta obra. Limitar-me-ei, porém, ao sistema criminal, cujos abusos ousarei assinalar aos que estão encarregados de proteger a felicidade pública, sem preocupação de dar ao meu estilo o encanto que seduz a impaciência dos leitores vulgares.

Cesare Baccaria

(1) Jurisconsulto alemão, do começo do século XVII.
(2) Jurisconsulto piemontês, falecido em 1575.
(3) Jurisconsulto italiano, famoso por sua crueldade, falecido em Roma em 1618. Deixou uma obra em treze volumes.


..................................................................................





Te odeio! Você quer saber porque?
Te odeio porque você me trata bem.
Te odeio porque me sinto bem ao seu lado.
Te odeio porque sinto sua falta.
Te odeio porque sonho com você.
Te odeio porque é como se você estivesse do meu lado o tempo todo.
Te odeio porque não consigo mais pensar em um futuro sem você.
Te odeio porque você é viciante.
Te odeio porque seu beijo é doce.
Te odeio porque mesmo não querendo me faz apaixonar.
Te odeio porque você cuida de mim.
Te odeio porque você se preocupa comigo.
Te odeio porque me sinto segura ao seu lado.
Te odeio porque não preciso de mais nada além dos seus abraços.
Te odeio porque você sonha.
Te odeio porque você adora fazer doce.
Te odeio porque se esforça para ser uma pessoa melhor.
Te odeio porque tenta fazer eu ter cuidado, mesmo sabendo que terminarei com um roxo ou um corte no final do dia.
Te odeio porque nota todas as minhas aflições.
Te odeio porque te olhar me acalma.
Te odeio porque me toca com carinho.
Te odeio porque amor e ódio são duas faces da mesma moeda.

Não consigo mais, bem que eu queria... Não entende que não consigo mais fingir, me conter, bloquear... já era... tudo se foi, o muro caiu, os sonhos estão mais longe do que posso enxergar. O que eu faço?

terça-feira, outubro 13, 2009

Noite




I still hear your voice, when you sleep next to me.
I still feel your touch in my dreams.

quarta-feira, outubro 07, 2009

coisas que eu sei



Coisas Que Eu Sei
Danni Carlos
Composição: Dudu Falcão

Eu quero ficar perto
De tudo que acho certo
Até o dia em que eu
Mudar de opinião
A minha experiência
Meu pacto com a ciência
Meu conhecimento
É minha distração...

Coisas que eu sei
Eu adivinho
Sem ninguém ter me contado

Coisas que eu sei
O meu rádio relógio
Mostra o tempo errado
Aperte o Play...

Eu gosto do meu quarto
Do meu desarrumado
Ninguém sabe mexer
Na minha confusão
É o meu ponto de vista
Não aceito turistas
Meu mundo tá fechado
Pra visitação...

Coisas que eu sei
O medo mora perto
Das idéias loucas

Coisas que eu sei
Se eu for eu vou assim
Não vou trocar de roupa
É minha lei...

Eu corto os meus dobrados
Acerto os meus pecados
Ninguém pergunta mais
Depois que eu já paguei
Eu vejo o filme em pausas
Eu imagino casas
Depois eu já nem lembro
Do que eu desenhei...

Coisas que eu sei
Não guardo mais agendas
No meu celular

Coisas que eu sei
Eu compro aparelhos
Que eu não sei usar
Eu já comprei...

As vezes dá preguiça
Na areia movediça
Quanto mais eu mexo
Mais afundo em mim
Eu moro num cenário
Do lado imaginário
Eu entro e saio sempre
Quando tô a fim...

Coisas que eu sei
As noites ficam claras
No raiar do dia

Coisas que eu sei
São coisas que antes
Eu somente não sabia...

.................................................

Com a vida aprendi tudo que o medo me privou de descobrir.
Foi a vida que me impulsionou para frente me levando até o destino incerto.
Não sou perfeita, estou longe disso.
Não sou mais do que você, não sou mais do que ninguém.
As palavras valem prata, o silencio vale ouro.
Tenho que aprender que a sutileza dos gestos, são mais do que as palavras.
Frases rudes doem mais do que facadas.
Incertezas sempre existem, cabe a nós sanar.
Caminhos, são muitos. E não podemos ficar parados na bifurcação.
Nunca soube nada. Sinto-me triste por não saber tudo.
Escrevo coisas sem sentido.
Sinto coisas inesplicáveis.
Queria apenas sonhar.

segunda-feira, outubro 05, 2009

Céu de domingo




Enquanto eu corria de volta para casa no domingo, eu olhei para o céu. Quantas nuvens, pensei que elas quisessem deixar o céu menos azul. Elas pareciam tão leves, tão doces. Um sorriso se formou levemente, e involuntariamente. Crianças empinavam pipa no gramadão, dando um colorido a mais para os inúmeros desenhos que se formavam no céu. E quando o vento tocou em meu corpo, fiquei leve, como uma pluma. Senti que podia voar novamente, que podia ir aonde eu quisesse.

Percebi que as palavras não dizem tudo que eu sinto, e dizem coisas que eu não queria sentir. Queria voltar correndo do lugar onde eu tinha acabado de sair. Lá eu me senti segura, lá eu me senti protegida, mas eu já havia feito tudo errado, achando que tudo era certo. Disse tudo de plena consciência, mas não era nada do que eu queria dizer. Agi de maneira horrível, querendo apenas tratar bem.

Talvez nada justifique, talvez tenha feito uma ferida grande demais para beijos curarem. Será que era realmente isso que eu queria? E porque me sinto tão culpada? Eu realmente prevejo o futuro? Eu realmente quero desistir? Eu realmente quero meu sonho, ou é apenas algo imposto a mim? O que vale mais? Qual lado da moeda é o certo? Ainda tem como remediar tudo que eu fiz?

Agora você percebe que não sou demais para ninguém. Agora você percebe que não sou ninguém, sou apenas uma chuva forte, vem, molha tudo, trás vida e vai embora, deixando sonhos e esperanças para trás. Me pergunto se depois de saber tudo isso você ainda quer casar comigo, ou vai esperar apenas a chuva passar.

domingo, outubro 04, 2009

o que é pior?

O que é pior?

1 - Ficar esperando até duas horas da matina?
2 - Sentir falta?
3 - Estar preocupada?
4 - Ficar bêbada de vinho?
5 - Jogar canastra com a vó, sem vontade?
6 - Estar acabando com a sua vida?
7 - Estar sem escolha?
8 - Não saber o que fazer?
9 - O único lugar que você se sente protegida, nem te atender?
10 - Ligar várias vezes e ir várias vezes sem resposta?
11 - Desejar ardentemente algo?
12 - o msn não funcionar?
13 - O notebook não carregar?
14 - Ter que fazer seu carro funcionar no tranco?
15 - Ficar olhando para o celular a cada minuto?
16 - Estar se achando uma paranóica?
17 - Querer mandar um foda-se para tudo?
18 - Perceber que nada importa?
19 - perceber que nada faz a menor diferença?
20 - Querer tudo e não poder nada?
21 - Querer ir comprar um cigarro, só para sair?
22 - Querer não voltar?
23 - Não estar acertando nem o chinelo no pé?
24 - Fingir que está tudo bem?
25 - Querer esperar o sol nascer?
26 - Perceber que nem o motivo que você achava real existe?
27 - Querer um beijo?
28 - Querer um carinho?
29 - Ir dormir, sem esperança de sonhar?
30 - Querer que o mundo não exista mais quando você acordar?
31 - Perder todas as partidas de baralho para sua vó?
32 - Quando você precisar de alguém não ter essa pessoa?
33 - Ter acabado o vinho?
34 - Estar consciente, as 2:00h?
35 - Estar ouvindo música dos anos 70, porque a mãe quer?
36 - Quando você atualizar a postagem, não atualizar o horário?
37 - Descobrir que o telefone é racista? (wtf?
38 - Tomar Martine, porque acabou o vinho?
39 - Estar com sono e não querer dormir?
40 - Começar a errar as teclas do teclado?
41 - Tentar se convencer que a decisão errada é a certa?
42 - Acreditar que é correspondida?
43 - Sonhar tão longe?
44 - Acordar e descobrir que era só um sonho?
45 - Sorrir quando quer chorar?
46 - Escolher um sonho, ao invés de muito deles?
47 - Tentar medir o que vale mais?
48 - Esperar um convite para sumir?
49 - Ser Lua Cheia?
50 - Perder as esperanças?
51 - Ser ignorada?
52 - Sentir-se só, na multidão?
53 - Ser tratada como lixo?
54 - Ouvir sua cachorrinha roncar do seu lado?
55 - Querer dormir abraçada com alguém?
56 - Saber que quando acordar tudo será igual?
57 - Escrever um post melancólico?

.....
esquece... não sei o que é pior...
Talvez seja apenas não te ver...
Mas, não faz diferença para você, faz?

Photobucket

sexta-feira, outubro 02, 2009

E quando eu estiver triste
Simplesmente me abrace
Quando eu estiver louco
Subitamente se afaste
Quando eu estiver fogo
Suavemente se encaixe

E quando eu estiver triste
Simplesmente me abrace
E quando eu estiver louco
Subitamente se afaste
E quando eu estiver bobo
Sutilmente disfarce

Mas quando eu estiver morto
Suplico que não me mate, não
Dentro de ti, dentro de ti

Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti



posso não poder ajudar o mundo inteiro
mas quero pelo menos ajudar as pessoas proximas a mim
e se elas não deixam
eu me sinto muito mal
me sinto impotente...
como se eu não fosse capaz de fazer mais nada
nem mesmo alcançar meus sonhos utopicos de fazer algo para melhorar o mundo
como eu vou fazer algo para que isso aconteça
se não tenho nem capacidade de ajudar as pessoas que amo???

"para de se queixar e deixa que os outros façam as coisas por eles mesmos"

Mas eu quero ser pelo menos uma base solida para essas pessoas que eu julgo especiais. Quero ser seu porto seguro. Quero fazer tudo que está ao meu alcance, sõ não diga para eu não fazer nada. Pois eu não aguento apenas ver. Gosto demais para me abster.

Me deixe te ajudar!!!